NOTÍCIAS
26/10/2014 20:11 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Dilma Rousseff confirma favoritismo, é reeleita presidente do Brasil e leva PT a 16 anos no Palácio do Planalto

Montagem/Estadão Conteúdo

Pela primeira vez, o Brasil tem uma mulher reeleita presidente da República.

Dilma Rousseff (PT) sagrou-se vencedora no segundo turno das eleições presidenciais neste domingo (26).

A "presidenta", como gosta de ser chamada, confirmou o favoritismo das últimas pesquisas Datafolha e Ibope. Com 98% das urnas apuradas, ela teve 51,45% dos votos válidos contra 48,55% de Aécio Neves (PSDB). A diferença entre Dilma e Aécio foi de 3,3 milhões de votos.

O resultado oficial foi divulgado pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli.

A petista vence uma das campanhas mais acirradas e cheias de reviravoltas.

Dilma Vana Rousseff, mineira de 66 anos, foi escolhida ainda em 2008 para suceder o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na época, ela era ministra-chefe da Casa Civil, assumindo vaga deixada pelo então todo-poderoso do governo José Dirceu, que fora acusado de chefiar o esquema do mensalão.

Lula vendeu a imagem da petista como "mãe" do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Assim como neste ano, Dilma também bateu um tucano em 2010 — José Serra — e a candidata da terceira via, Marina Silva.

Desta vez, porém, a diferença entre a petista e os adversários foi menor, tanto no primeiro quanto no segundo turnos.

Os 4 anos de Dilma

Como presidente, Dilma aprofundou e ampliou os programas sociais criados por Lula.

O Bolsa Família, modelo de transferência de renda, foi um dos grandes ativos eleitorais da petista, assim como o Minha Casa Minha Vida, que faz o financiamento da moradia de famílias com renda até R$ 5 mil, com juros mais baratos.

O Pronatec, programa de ensino técnico do governo federal, também foi uma das grandes bandeiras de sua gestão.

Outro programa popular de Dilma foi o Mais Médicos, que contratou 14 mil médicos, entre brasileiros e estrangeiros, levando-os para os rincões do País.

No Congresso, duas conquistas substantivas da presidente foram a aprovação do Marco Civil da Internet e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) das Domésticas.

A PEC estendeu aos empregados domésticos os direitos dos trabalhadoes que têm carteira assinada.

Galeria de Fotos As conquistas de Dilma Rousseff Veja Fotos

Campanha presidencial

A campanha foi marcada por reviravoltas, com momentos de dianteira de Marina, assim que morreu o presidenciável Eduardo Campos, na primeira quinzena de agosto, e também com Aécio na frente, logo após o primeiro turno.

O PT consagrou o uso da estratégia de desconstrução dos adversários para conseguir faturar o pleito. Tanto Marina quanto Aécio foram detonados pelo "marketing agressivo" de João Santana.

Se a ex-ministra ofereceu a outra face, o senador respondeu no mesmo tom.

A saraivada de ataques e trocas de acusações marcaram os dois primeiros debates entre Aécio e Dilma na TV, na Band e no SBT. Referências a nepotismo e insinuações de uso de álcool e drogas foram feitas em meio aos confrontos.

Galeria de Fotos 12 momentos da campanha de 2014 Veja Fotos