NOTÍCIAS
21/10/2014 21:56 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Suplente de José Serra no Senado, José Aníbal chama presidente da ANA de ‘vagabundo' após crítica à crise da água em SP

MARCELO GONCALVES/SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Ex-secretário de Geraldo Alckmin (PSDB) e primeiro suplente de José Serra na próxima legislatura no Senado Federal, o ex-deputado federal José Aníbal não poupou palavras para criticar o presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo. O especialista teceu críticas ao governo de São Paulo, em encontro na Assembleia Legislativa do Estado.

Revoltado, Aníbal usou a sua conta do Twitter para protestar. E o tom não foi nem um pouco amigável.

E sobrou para outros petistas no desabafo para lá de pesado do tucano.

Por fim, o ex-secretário de Alckmin defendeu o governador paulista, alvo preferencial durante os últimos meses – nada que o tenha impedido de ser eleito com esmagadora votação, ainda no primeiro turno.

O dado curioso é que Vicente Andreu foi uma indicação de ninguém menos do que o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), vice do presidenciável tucano Aécio Neves. O próprio presidente da ANA confirmou o dado ao jornal O Globo.

Se a chuva não cai, os reservatórios seguem batendo recordes negativos e a ‘verdade’ adquire diversas formas – de acordo com o lado em que se está na polêmica –, a baixaria segue rolando solta em tempos de eleição.

LEIA TAMBÉM

- Ativista alerta para desperdício de água no Brasil; Sabesp volta a descartar racionamento em SP (VÍDEO)

- Guerra da água: Aneel notifica órgão do governo de SP sobre reservatório de Jaguari e caso pode acabar na Justiça

- Crise da água: racionamento forçará governo a acelerar obras e estimular redução no consumo de água em SP

- Entenda a Guerra da Água entre São Paulo e Rio de Janeiro

- ONU: SP, RJ e MG terão a maior guerra por água na América do Sul (ESTUDO)