NOTÍCIAS
16/10/2014 19:20 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Acusações mútuas de nepotismo: O debate do SBT é entre Dilma e Aécio ou entre Igor Rousseff e Andrea Neves?

Montagem/Wikipédia/Internet

O debate no SBT mais uma vez reprisou denúncias de nepotismo abordados no debate da TV Band. Nesta quinta-feira (16), a presidente Dilma Rousseff (PT) novamente questionou o senador Aécio Neves (PSDB) sobre os parentes contratados no governo de Minas de Gerais quando ele era governador do estado.

A petista acusou o tucano de empregar a irmã dele, Andrea Neves, além de um irmão, um tio, três primos e três primas.

"Eu não tenho nenhum parente empregado. Nunca fiz isso na minha vida", criticou Dilma.

Aécio tirou uma carta da manga: acusou Dilma ter o irmão dela, Igor Rousseff, empregado na prefeitura de Belo Horizonte, durante a gestão de Fernando Pimentel, amigo da presidente e recém-eleito governador de Minas Gerais nestas eleições.

Segundo Aécio, Igor foi nomeado em 2003 e nunca apareceu para trabalhar, apesar de receber dinheiro da prefeitura.

"A diferença é que minha irmã trabalha e não recebe nada. Seu irmão não trabalha nada e recebe muito", acusou Aécio, que explicou que Andréa presidiu o Serviço Voluntário de Assistência Social de Minas Gerais (Servas), função desempenhada por ela de modo voluntário.

Dilma rebateu a acusação, dizendo que o nepotismo só ocorre quando o familiar é contratado na esfera de governo em que a autoridade trabalha. Como o irmão dela estava na prefeitura municipal de Belo Horizonte, e ela era ministra do governo Lula, então não seria nepotismo, pela linha de argumentação da petista.

O debate eleitoral tornou-se uma troca de acusações focada nos laços de família de Aécio e Dilma.

LEIA MAIS:

- O verdadeiro 'pai' do Bolsa Família: As origens do programa de redistribuição de renda no centro do debate eleitoral

- Quem é Andrea Neves? 7 fatos que você precisa saber sobre a irmã de Aécio, figura central nas campanhas dele

Galeria de Fotos #DebateNoSBT: o 2º confronto Veja Fotos