NOTÍCIAS
15/10/2014 20:12 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02

Serial killer de Goiânia: vigilante confessa que matou 39 pessoas na cidade, entre mulheres, gays e moradores de rua

Montagem/Internet/TV Anhangüera

A Polícia Civil de Goiás parece ter desvendado o mistério envolvendo assassinatos de mulheres em Goiânia desde o primeiro semestre deste ano.

O vigilante Thiago Henrique Gomes da Rocha confessou à polícia que matou 39 pessoas na capital goiana. Entre as vítimas, pelo menos oito mulheres cujos homicídios estavam sendo investigados, além de homossexuais e moradores de rua.

Segundo o G1, o delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, João Gorksi, Thiago é mesmo um serial killer. "No começo ele matava aleatoriamente; no fim, ele estabeleceu um padrão", disse ao site.

Principal jornal goiano, O Popular informa que o suspeito disse que sentia angústia e "matava para aliviar" o sentimento ruim.

A força-tarefa montada para apurar os crimes está averiguando a veracidade do depoimento de Thiago Henrique. O rapaz foi preso nesta terça-feira (14).

Entre as jovens que ele admitiu ter matado, estão Bruna Gleycielle de Sousa e Ana Lídia de Souza (fotos acima).

Policiais localizaram um revólver na casa em que Thiago mora. Segundo O Popular, familiares não quiseram falar sobre a prisão dele.

O advogado do suspeito, Thiago Huascar, afirmou ao G1 que vai esperar ter acesso à acusação contra ele.

LEIA MAIS:

- Assassinato de 12 mulheres em Goiânia alimenta boato sobre serial killer e gera força-tarefa da polícia para investigar mortes

- Mortes em Goiânia: clima de pânico se espalha e família de vítima caça suspeitos