NOTÍCIAS
06/10/2014 17:06 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:03 -02

As viradas históricas das eleições desde a redemocratização

ESTADÃO CONTEÚDO

Algumas semanas atrás, era improvável que o segundo turno das eleições 2014 acontecesse entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Marina Silva (PSB) era a candidata em segundo lugar nas pesquisas de intenção de votos.

Aécio, no entanto, virou o jogo e será o candidato a concorrer ao cargo nesse segundo turno. A seguir, veja outras viradas importantes da corrida eleitoral brasileira.

  • Collor x Lula (1989)
    Collor x Lula (1989)
    Lula: Fabio Rodrigues Pozzebom/AGÊNCIA BRASIL; Collor: Orlando Brito/VEJA
    As eleições presidenciais de 1989 marcaram uma grande virada. Em abril, Collor tinha apenas 17% das intenções de voto para o cargo de presidente. Após um crescimento grande, Collor passou no primeiro turno com 28% dos votos e Lula com 16%. No segundo turno, Collor venceu as eleições.
  • FHC x Lula (1994)
    FHC x Lula (1994)
    Lula: AGÊNCIA BRASIL; FHC: Germano Lüders/EXAME
    Nas eleições presidenciais de 1994, Lula sofreu outra virada. O candidato do PT liderava as pesquisas. Em maio, tinha 42% das intenções de votos. Fernando Henrique Cardoso, candidato do PSDB, por outro lado, tinha 16%. Com a consolidação do Plano Real, FHC ultrapassa Lula no início de agosto. No final das contas, Fernando Henrique vence as eleições ainda em primeiro turno, com 54% dos votos.
  • Dilma x Serra (2010)
    Dilma x Serra (2010)
    Antônio Cruz/AGÊNCIA BRASIL
    Serra liderava as pesquisas em abril de 2010. O candidato do PSDB tinha 38% das intenções de voto, enquanto Dilma tinha 28%. Em maio, no entanto, após uma subida rápida de Dilma, os dois ficaram empatados com 37% das intenções. Após o primeiro turno, Dilma passa em primeiro lugar, com 46% dos votos e Serra, com 32%.
  • Dilma x Serra (2º turno de 2010)
    Dilma x Serra (2º turno de 2010)
    Wilson Dias/AGÊNCIA BRASIL
    Antes mesmo que o primeiro turno acontecesse, as pesquisas mostravam que Dilma perderia para Serra. O candidato do PSDB levaria o segundo turno com 50% das intenções, contra 40% para a presidenciável do PT. Dilma vira, eventualmente, o jogo e vence as eleições.
  • Anastasia x Helio Costa (Governo de Minas Gerais - 2010)
    Anastasia x Helio Costa (Governo de Minas Gerais - 2010)
    Anastasia e Helio Costa: ABr
    Antonio Anastasia (PSDB) buscava reeleição ao cargo de governador de Minas Gerais em 2010. Seu principal adversário era Helio Costa (PMDB). As pesquisas apontavam Helio Costa à frente nas intenções de voto. Em julho, Costa tinha 44% das intenções de voto, enquanto Anastasia tinha apenas 18%. Em setembro, Anastasia ultrapassou Costa nas pesquisas e foi eleito ainda em primeiro turno, com 62% dos votos.
  • Celso Russomanno x Fernando Haddad (Prefeitura de São Paulo - 2012)
    Celso Russomanno x Fernando Haddad (Prefeitura de São Paulo - 2012)
    FABRICIO BOMJARDIM/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
    Na campanha para prefeitura de São Paulo de 2012, ora as intenções de voto mostravam José Serra (PSDB) em primeiro, ora o candidato Celso Russomanno (PRB). Lá embaixo, de maneira discreta corria Fernando Haddad, candidato do PT. Até agosto, Haddad sequer pontuava dois dígitos nas intenções. Até a última pesquisa de intenção de votos daquelas eleições, divulgada dias antes do primeiro turno, Russomanno estava em primeiro e Serra em segundo. No final das contas Serra e Haddad passaram para o segundo turno, o qual Haddad venceu com 55% dos votos.

via: