NOTÍCIAS
27/09/2014 00:32 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Jennifer Lawrence, Anna Kendrick e outras celebridades têm fotos íntimas vazadas na internet

PARIS, FRANCE - JULY 07:  Actress Jennifer Lawrence attends the Christian Dior show as part of Paris Fashion Week - Haute Couture Fall/Winter 2014-2015. Held at Musee Rodin on July 7, 2014 in Paris, France.  (Photo by Rindoff/Dufour/French Select/Getty Images)
Rindoff/Dufour via Getty Images
PARIS, FRANCE - JULY 07: Actress Jennifer Lawrence attends the Christian Dior show as part of Paris Fashion Week - Haute Couture Fall/Winter 2014-2015. Held at Musee Rodin on July 7, 2014 in Paris, France. (Photo by Rindoff/Dufour/French Select/Getty Images)

Na noite de hoje (26), usuários do Reddit e do 4chan acompanharam um novo vazamento de fotos íntimas de celebridades. De acordo com o Daily Beast, entre as protagonistas nas imagens estão as atrizes Anna Kendrick, Kelli Garner, Lauren O’Neil e Briana Evigan, a modelo Cara Delevingne, a atleta Misty May-Treanor, a cantora de ópera Alexandra Chando e, novamente, a atriz Jennifer Lawrence.

LEIA TAMBÉM

- Sem roupa: Fotos de Jennifer Lawrence e outras celebridades dos EUA vazam na internet

- Invasão de privacidade: Hackers divulgam supostas fotos de Kim Kardashian e mais famosas nuas

- Kaley Cuoco, a Penny do seriado The Big Bang Theory, posa "nua" no Instagram para provocar hacker

A nova coleção de imagens marca o terceiro evento do que ficou conhecido pelo abominável nome de 'The Fappening' — as primeiras ocorrências foram no dia 31 de agosto e 20 de setembro. Este terceiro vazamento contém 55 novas fotos de Jennifer Lawrence e 87 de Anna Kendrick — que aparece vestida em todas as imagens —, além de fotos e vídeos de outras celebridades conhecidas nos EUA.

Especula-se que, para obter as fotos, o hacker (ou os hackers) tenha invadido contas de iCloud pelo método conhecido como "ibrute". O ibrute possibilita um tipo de ataque que consiste em tentativas de descoberta de logins e senhas por meio de tentativas múltiplas, de maneira manual ou automatizada. Ele poderia permitir que hackers acessassem os dados de iCloud de usuários ao explorar uma brecha no serviço da Apple Find My iPhone, de acordo com a Engadget.

Ou seja, qualquer um que quisesse invadir o iCloud de alguém poderia digitar repetidamente uma grande quantidade de senhas sem o receio de ser travado do lado de fora, segundo artigo do The Next Web.

Contudo, no dia 2 de setembro — dois dias depois do primeiro grande vazamento —, a Apple soltou um comunicado negando falhas no sistema:

"Depois de mais de 40 horas de investigação, descobrimos que algumas contas de celebridades foram comprometidas devido a um ataque especificamente dirigido aos nomes de usuários, senhas e perguntas de segurança, prática bastante comum na internet. Em nenhum dos casos investigados constatou-se quebra em qualquer sistema da Apple, incluindo iCloud ou Find My iPhone. Continuamos o trabalho conjunto às autoridades para ajudar a identificar os criminosos envolvidos."

Apesar de negar falhas, especialistas acreditam que a Apple tenha feito correções no iCloud para eliminar o bug. Inclusive, alguns afirmam que a Apple conhecia a falha no iCloud seis meses antes do primeiro vazamento.

Na última quarta-feira (24), o Daily Dot divulgou correspondências entre a Apple e um pesquisador de segurança, Ibrahim Balic. Balic escreveu à companhia para informá-los a respeito da falha de segurança no iCloud. A troca de mensagens começou em março deste ano e, em maio, Balic percebeu que nada havia sido feito pela Apple para consertar o problema.