NOTÍCIAS
24/09/2014 20:24 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Nova edição do churrascão da gente diferenciada será no Jardim Europa em defesa do MIS, Museu da Imagem e do Som de SP

Montagem/Estadão Conteúdo

O abaixo-assinado contra o Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, provocou uma série de reações dos frequentadores do local. Pelo menos um protesto e outra coleta de assinaturas — contra os moradores do Jardim Europa descontentes com o MIS — estão sendo organizados.

Uma nova versão do churrascão da gente diferenciada promete um certo fuzuê neste fim de semana entre as ruas Bucareste e Luxemburgo, onde parte da vizinhança se queixa de problemas provocados pela grande movimentação do museu (veja na galeria de fotos abaixo).

Mais de 2,6 mil paulistanos já confirmaram presença no evento criado no Facebook.

A organização pede para que os manifestantes não atrapalhem a fila das exposições e, por isso, ocupem as ruas atrás do MIS.

"Levem cadeiras, caixa de som, farofa, o pandeiro, o bloco de carnaval, a água, a cerveja, sua bicicleta, seu amor a cidade de São Paulo e o que mais quiser", diz o convite da página.

churrascao

O irreverente protesto é a "parte 2" do Churrascão da Gente Diferenciada, que em 2011 fechou rua em Higienópolis, bairro nobre da capital paulista.

Na época, o governo de São Paulo desistiu de construir uma estação do metrô na avenida Angélica, nessa área, por causa de um abaixo-assinado de empresários, comerciantes e moradores.

O termo "gente diferenciada" ganhou as redes após uma moradora de Higienópolis dizer à reportagem do jornal Folha de S. Paulo que a estação de metrô acabaria com a "tradição do bairro".

"Você já viu o tipo de gente que fica ao redor das estações do metrô? Drogados, mendigos, uma gente diferenciada", disse a senhora.

Photo gallery12 motivos para mandar fechar o MIS See Gallery


Churrascão Parte 2

O novo churrascão está marcado para sábado (27), às 16h.

Pelo Facebook, os participantes brincam cogitando os pedidos que vão protocolar na Prefeitura de São Paulo para o bem-estar dos moradores do Jardim Europa.

enquete

No site da plataforma Change, já existe um abaixo-assinado contra os moradores contrários ao MIS.

"Nós podemos criar um [abaixo-assinado] contra eles, apenas para mostrar que a cidade não tem dono e que não importa se sua casa custou R$ 5 ou R$ 5.000.000, você não tem poder sobre os espaços públicos e urbanos", escreveu Flavio Carlucci, criador do documento.

O Brasil Post apurou que a direção e funcionários do MIS também ficaram estarrecidos com a movimentação contra o museu, que se tornou referência na popularização da cultura por meio de exposições de grande apelo.