NOTÍCIAS
18/09/2014 12:10 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

'Hoje eu quero voltar sozinho' é o representante brasileiro no Oscar 2015

Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (18), a ministra da Cultura, Marta Suplicy, anunciou o filme 'Hoje eu quero voltar sozinho', de Daniel Ribeiro, como o representante brasileiro no Oscar 2015. Se entrar na seleção final da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, ele concorrerá à estatueta de melhor filme em língua estrangeira. Os finalistas da categoria devem ser anunciados em janeiro.

Vencedor do prêmio da Crítica Internacional no último Festival de Berlim, 'Hoje eu quero voltar sozinho', primeiro longa-metragem de Daniel Ribeiro, narra a historia de um adolescente cego que se apaixona pelo amigo e se descobre gay, ao passo que tem de lidar com a superproteção da mãe. "Esse filme tem uma linguagem e uma história que podem ocorrer em qualquer lugar. É um filme de enorme sensibilidade", destacou a ministra durante o anúncio. De fato, ao tratar da sexualidade com extrema delicadeza, o longa pode agradar à Academia, sempre aficionada por temas universais.

Daniel Ribeiro, que está na Austrália para um festival, soube da notícia por meio da produtora Diana Almeida, que estava na cinemateca atualizando-o das notícias por mensagem. "Foi uma felicidade imensa ser selecionado", afirmou em entrevista ao Brasil Post. "E acho que, no momento em que vivemos essas questão de homofobia e luta pelos direitos dos homossexuais, fico feliz que esse filme será a imagem do Brasil lá fora."

'Hoje eu quero voltar sozinho' foi selecionado entre 18 títulos nacionais lançados em 2013. Os outros 17 foram: 'A grande vitória', de Stefano Capuzzi; 'A oeste do fim do mundo', de Paulo Nascimento; 'Amazônia', de Thierry Ragobert; 'Dominguinhos', de Eduardo Nazarian, Joaquim Castro e Mariana Aydar; 'Entre nós', de Paulo Morelli; 'Exercício do caos', de Frederico Caos; 'Getúlio', de João Jardim; 'Jogo de xadrez', de Luís Antônio Pereira; 'Minhocas', de Paolo Conti e Arthur Nunes; 'Não pare na pista: A melhor história de Paulo Coelho', de Daniel Augusto; 'O homem das multidões', de Marcelo Gomes e Cao Guimarães; 'O lobo atrás da porta', de Fernambo Coimbra; 'O menino e o mundo', de Alê Abreu; 'O menino no espelho', de Guilherme Fiúza Zenha; 'Praia do futuro', de Karim Aïnouz; 'Serra pelada', de Heitor Dhalia; e 'Tatuagem', de Hilton Lacerda.

A última vez que um longa nacional entrou para a lista de pré-selecionados do Oscar foi em 2007, com 'O ano em que meus pais saíram de férias', de Cao Hamburger. O longa que não chegou à final.

Se 'Hoje eu quero voltar sozinho' chegar à final, acabará com o jejum de 16 anos de um longa brasileiro entre os finalistas. A última vez que um filme nacional ficou entre os cinco finalistas da categoria foi em 1999, com 'Central do Brasil', de Walter Salles — mesmo ano em que Fernanda Montenegro concorreu ao Oscar de melhor atriz.

No total, o Brasil concorreu ao prêmio quatro vezes, com 'O pagador de promessas' (1963), 'O quatrilho' (1996); 'O que é isso, companheiro?' (1998) e 'Central do Brasil' (1999).

A 87ª edição do Oscar está marcada para 22 de fevereiro de 2015, no Dolby Theatre, em Los Angeles.