COMPORTAMENTO
12/09/2014 21:29 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Cachorros preferem carinho a elogios verbais

"Bom menino" não é suficiente para os totós. Uma nova pesquisa surpreendente mostra que os cães preferem afagos a elogios verbais.

"Eu passo a metade do dia falando com minha cachorra", disse em um e-mail ao Huffington Post o doutor Clive Wynne, professor e diretor do Colaboratório de Ciência Canina da Universidade Estadual do Arizona.

"Ela sempre dá a impressão de que aquilo é importante para ela. É chocante descobrir que o que dizemos aos cachorros não parece recompensá-los, afinal."

Para uma parte do estudo -- publicado online na revista Behavioural Processes --, os pesquisadores observaram 42 cães de abrigos e de estimação quando interagiam, um de cada vez, com duas pessoas em uma sala.

Uma pessoa afagava o cachorro, enquanto a outra o elogiava verbalmente. Os pesquisadores mediram quanto tempo o cão preferiu passar interagindo com cada pessoa.

Na parte seguinte do estudo, 72 animais de abrigo e de estimação foram colocados individualmente em uma sala com apenas uma pessoa -- um estranho para os cães de abrigo e os próprios donos dos animais de estimação.

LEIA TAMBÉM

- Cachorros vestidos como pessoas normais (VÍDEO)

- 18 estranhos cruzamentos de raças que vão abalar seu coração

As interações entre a pessoa e o cão foram gravadas em oito sessões de 3 minutos. Cada uma variava entre a pessoa afagando ou elogiando o cachorro ou ambos, ou sem qualquer interação com o animal.

O que os pesquisadores descobriram? Os cães demonstravam mais interesse pelas pessoas que os afagavam. Ainda mais surpreendente, os animais não demonstravam mais interesse pelo elogio oral do que por não ter qualquer interação com a pessoa.

"Fiquei surpreso de que quando só havia uma alternativa os cães ainda não se envolviam com as pessoas pelo elogio verbal", disse a coautora do estudo, doutora Erica Feuerbacher, professora-assistente de antrozoologia no Carroll College em Helena, Montana, em um e-mail ao Huffington Post.

Ela conduziu a pesquisa enquanto fazia seu doutorado na Universidade da Flórida.

Por que os cães prefeririam afagos ao elogio oral? Feuerbacher notou que estudos anteriores mostraram que o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea dos cachorros eram reduzidos pelos afagos humanos -- de maneira semelhante a como o contato físico ajuda a saúde humana.

Apesar dessa nova conclusão, Wynne disse que não parou de falar com seu cão.

Mas agora, disse ele, "reconheço que faço isso mais em meu benefício que no dela. E esse estudo não diz que você não pode treinar seu cachorro para reconhecer seu elogio verbal. Se o elogio for acompanhado de recompensas que os cães apreciam (afagos, comida, etc.), então eles podem aprender a valorizá-lo."

Au-au!