NOTÍCIAS
09/09/2014 19:54 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Paulo Skaf cai pela primeira vez, e Geraldo Alckmin consolida vitória no 1º turno em São Paulo, diz Ibope

Montagem/Estadão Conteúdo

A artilharia do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), na direção do adversário Paulo Skaf (PMDB) parece ter surtido efeito, como mostra pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (9).

Após ser alvo de várias críticas na propaganda dos tucanos na TV, Skaf perdeu cinco pontos percentuais em uma semana. Ele caiu de 23% das intenções de voto, em 2 de setembro, para 18% agora.

Alckmin oscilou de 47% para 48%. Ele seria reeleito no primeiro turno.

Bem atrás de Alckmin e Skaf, Alexandre Padilha (PT) oscilou de 7% para 8%.

Indecisos somam 11% — que é o mesmo percentual de votos nulos e brancos.

Os candidatos Gilberto Natalini (PV), Raimundo Sena (PCO) e Laércio Benko (PHS) marcaram 1% cada. Não pontuaram Wagner Farias (PCB), Gilberto Maringoni (PSOL) e Walter Ciglioni (PRTB).

A pesquisa, encomendada pela TV Globo, mostra que, em eventual segundo turno, Alckmin bate Skaf por 53% a 26%.

LEIA MAIS:

- ‘Pastelão': debate de candidatos ao governo de SP no SBT faz público reclamar pela ausência de Chaves

- Alexandre Padilha mantém discurso otimista e alfineta Paulo Skaf: "Espero que não derreta"

O Ibope realizou o levantamento de 4 a 9 de setembro.

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) como SP-00028/2014.