NOTÍCIAS
02/09/2014 20:09 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Aracnídeos vivem nos poros do rosto, dizem cientistas

Pense numa coisa nojenta! Você pode achar que sua ducha matinal funcionou, mas há grandes chances de que um monte de ÁCAROS microscópicos estejam rastejando no seu rosto e morando nos seus poros neste exato momento.

Na verdade, uma nova pesquisa sugere que um gênero específico desses pequenos parasitas chamados Demodex são muito mais comuns nos rostos de humanos adultos do que se acreditava. Quer ver essas criaturas em ação? Assista ao vídeo acima.

"A surpresa é que esses ácaros parecem estar em praticamente todos os adultos, mesmo que sejam raras ou mesmo totalmente ausentes em pessoas mais jovens", disse o dr. Rob Dunn, co-autor do estudo e biólogo na North Carolina State University (NCSU), ao Huffington Post.

Como os ácaros chegam aos nossos rostos, pra começar? Dunn disse que a resposta para essa pergunta ainda é um "mistério fundamental".

Para o estudo, os pesquisadores rasparam uma espátula de metal nos narizes e bochechas de 253 pessoas para coletar amostras do microscópico ecossistema de seus rostos.

Então, os pesquisadores extraíram DNA da matéria oleosa produzida pelas glândulas sebáceas de um outro grupo, com 19 adultos.

O que os pesquisadores descobriram? Os ácaros foram visíveis em apenas 14% das amostras de pele, mas o DNA dos ácaros foi encontrado em todos os 19 adultos.

A descoberta certamente mostra que os ácaros são ainda mais presentes do que acreditavam os cientistas. Mas isso é só o começo.

"Essa pesquisa pode nos ajudar a contar uma atraente narrativa da nossa própria história humana", disse Megan Thoemmes, bióloga da NCSU ao Huffington Post e co-autora do estudo, ao Huffington Post.

"A diversidade genética e a estrutura que estamos verificando nos ácaros Demodex podem nos ajudar a entender melhor... como as populações humanas se espalharam pelo mundo."

O estudo foi publicado online no PLOS ONE em 27 de agosto de 2014.