NOTÍCIAS
26/08/2014 09:38 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

Presidenciáveis participam na Rede Bandeirantes do 1º debate destas eleições na TV nesta terça-feira (VÍDEO)

Sete dos 11 candidatos à Presidência da República participam na noite desta terça-feira (26), às 22h, do primeiro debate entre presidenciáveis na TV nestas eleições. O encontro será promovido pela Rede Bandeirantes, em São Paulo, e pode servir como primeiro parâmetro para o eleitor que quer saber mais antes da votação do dia 5 de outubro.

Os participantes – Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB) –, representados por suas respectivas equipes participaram no início do mês da reunião que definiu as regras do debate da Band – emissora que, notoriamente, é a primeira a realizar os debates nas últimas eleições.

A única diferença em relação ao acordado entre os presidenciáveis é a presença de Marina no lugar que seria de Eduardo Camposmorto em um acidente aéreo em Santos (SP).

A apresentação será conduzida e moderada pelo jornalista Ricardo Boechat, âncora do Jornal da Band. O debate será dividido em seis blocos. No primeiro, cada candidato responderá uma pergunta, sorteada entre as sugestões enviadas pelos leitores do jornal Metro.

Já os blocos 2 e 4 serão voltados às perguntas entre os candidatos, o que deve gerar os momentos de maiores tensões e embates do debate. Já os blocos 3 e 5 terão perguntas formuladas por jornalistas, enquanto o último bloco será reservado às considerações finais de cada um dos sete candidatos.

O formato do debate da Band desta terça-feira será semelhante ao realizado no último sábado (23) com os candidatos ao governo de São Paulo e ligeiramente diferente daquele envolvendo os candidatos ao pleito no Rio de Janeiro – este feito em parceria com o Twitter e que contou com maior interatividade em tempo real com o público e com maior diversidade de perguntas junto à sociedade civil e especialistas.

LEIA TAMBÉM

- Aécio Neves minimiza potencial de Marina Silva e promete simplificação de tributos para micro e pequenas empresas

- Dilma Rousseff volta a defender reforma política com plebiscito e desconversa sobre PIB do 2º trimestre de 2014

- Marina Silva quer Lula e FHC aliados ao seu governo, diz economista Eduardo Giannetti