NOTÍCIAS
26/08/2014 23:45 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

Aécio Neves reforça que é contra legalização do aborto: 'Defendo mais informação e mais educação'

MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB) reforçou que é contrário à legalização do aborto. Ele respondeu a um questionamento do adversário Eduardo Jorge (PV), durante debate dos presidenciáveis na Band nesta terça-feira (26).

Jorge questionou o tucano sobre as mulheres que buscam a interrupção de gravidez em clínicas clandestinas. "Acredito que a legislação atual deva ser mantida", defende Aécio, em referência à proibição de abortos vigente no Brasil, exceto para casos de estupro e gestação de fetos anencéfalos.

Para evitar que as mulheres pobres recorrem às clínicas clandestinas, o tucano ressaltou a necessidade de políticas de prevenção e ampliação no acesso aos anticoncepcionais.

"Defendo sobretudo que haja cada vez mais informação e mais educação", afirmou.

Eduardo Jorge ressaltou que a legislação atual é "cruel". "[A lei] coloca 700 a 800 mil mulheres à sua própria sorte, buscando clínicas clandestinas, ficando com sequelas físicas e emocionais", argumentou, comparando a "opressão" na proibição do aborto com a escravidão.

Galeria de Fotos Todas as cenas do #DebateDaBand Veja Fotos