COMPORTAMENTO
21/08/2014 19:11 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Jeito francês de educar: 9 motivos para os pais não apressarem o desenvolvimento dos filhos

Getty Images

Em "Crianças francesas dia a dia", a jornalista americana Pamela Druckerman, que também é autora de "Crianças francesas não fazem manha", vai direto ao ponto para mostrar o porquê não devemos apressar os estágios de aprendizagem das crianças.

É tentador pensar na primeira infância como o começo de uma maratona cuja linha de chegada é a admissão na universidade. Nessa analogia, você iria querer que seu filho fizesse uma boa largada, que começasse a falar, ler e fazer contas de matemática o mais rápido possível, não é mesmo?

LEIA MAIS:

- 10 atitudes dos pais que prejudicam a autoestima dos filhos

- Crianças experimentando coisas pela primeira vez (FOTOS e VÍDEOS)

Pamela Druckerman mostra que os franceses desejam que seus filhos sejam bem-sucedidos. Mas, ao contrário dos pais brasileiros, eles não vão usar a analogia da maratona. Eles não costumam pensar que faz sentido apressar as crianças para chegarem aos marcos de desenvolvimento, nem ensinar habilidades específicas antes de elas estarem prontas.

As pesquisas americanas mais recentes também validam essa abordagem mais lenta. É mais importante ensinar às crianças em idade pré-escolar habilidades como concentração, relacionamento interpessoal e autocontrole. Essas habilidades, mais do que exercícios de matemática e treinamento pré-alfabetização, criam uma base forte para o sucesso acadêmico posterior. Nos próximos slides, Druckerman, que é mãe de três filhos, lista nove truques das francesas para desacelerar a vida dos pequenos e para dar a eles tempo para explorar o mundo. Confira!

via: