NOTÍCIAS
19/08/2014 00:07 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

#DilmaNoJN: militância do PT mostra organização durante entrevista de Dilma Rouseff

Se durante a entrevista do Aécio e de Eduardo Campos o PT atacou com força total, na hora de Dilma ser sabatinada por William Bonner e Patrícia Poeta, a torcida vermelha não viu o mesmo comportamento dos adversários. Resultado?!

#DilmaNoJN

Durante os 15 minutos de tempo na telinha, a hashtag #DilmaNoJN figurou entre os tópicos mais comentados da rede social. Entre os tweets, elogios e críticas à postura da presidenta. Antes de entrar no ar, a tag já era usada por apoiadores da candidata, como o famoso perfil Dilma Bolada, e o usuário @moronazo, que compartilhou uma imagem bastante retuitada pela militância petista.

Alguns comentários com a tag, não tão retuitados como esses, mas bastante recorrentes, falaram das longas respostas de Dilma que soavam como enrolação, enquanto outros comentaram a severidade mais uma vez dos apresentadores do jornal.

Dilminha, Gilma, Dilmão...

Enquanto isso, já acostumados a zoar a presidenta, tuiteiros influentes disparam piadas e críticas, pautando a rede com apelidos já clássicos de Dilma: Dilminha, Gilma e Dilmão foram tendências de conversa também durante a entrevista.

#EuVouDeAecio

Do outro lado, militantes do candidato do PSDB, Aécio Neves, usaram tag #EuVouDeAécio, tanto criticando Dilma, quanto falando de pontos positivos de seu candidato. Este foi o único tópico de conversa pautado pelos tuiteiros tucanos que entrou nos trending topics do Twitter.

#Dilma13DeNovo

No lugar dos ataques, capitaneados mais uma vez pelo perfil @mudamais a tag da vez para os militantes vermelhos foi #Dilma13DeNovo. Ao lado de #DilmaNoJN, a maioria das mensagens compartilhadas pela torcida de Dilma durante a entrevista também levavam a tag proposta pelo perfil petista. Além de elogios, algumas críticas também repercutiram com a tag, principalmente em resposta às declarações da candidata.

"Eu sou a Presidente da República"

O principal tópico de conversa da noite aconteceu com uma das respostas de Dilma. Quando indagada sobre a corrupção no governo do PT, e a postura do partido frente a condenação de companheiros de legenda, a candidata respondeu usando como argumento ser presidente do país, e que por isso não poderia exprimir opinião sobre decisões dos outros poderes: "Enquanto for presidente eu não externo a minha opinião sobre julgamentos do STF". Os tuiteiros, é claro, não perdoaram.

Assista a entrevista completa no site do Jornal Nacional. Esta passagem acontece próximo dos 7 minutos de vídeo.