NOTÍCIAS
13/08/2014 17:34 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

'Uma tragédia que nos impõe luto e profunda tristeza', diz Marina Silva, abatida, sobre morte de Eduardo Campos

EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO CONTEÚDO

Abatida, a candidata a vice de Eduardo Campos, Marina Silva (PSB), lamentou a morte do colega em acidente aéreo em Santos (SP) nesta quarta-feira (13). A ex-senadora fez duas referências a Deus em sua breve declaração de luto.

"Quero pedir a Deus que sustente e console a Renata [viúva] e todos os filhos", afirmou Marina.

"É, sem sombra de dúvida, uma tragédia que nos impõe luto e profunda tristeza", lamentou a ex-ministra.

Ela começou a conviver com o Campos intensamente desde outubro, quando decidiu integrar a chapa do PSB, após ter o registro do partido Rede Sustentabilidade negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

"Durante estes dez meses de convivência, aprendi a respeitá-lo, a admirá-lo e a confiar nas suas atitudes e nos seus ideais de vida", contou Marina. "Começamos a fiar juntos, principalmente a esperança de um mundo melhor, de um mundo mais justo."

O último de encontro de Marina com Campos foi ontem (12). "A imagem que eu quero guardar é da nossa despedida, cheia de alegria, cheia de compromisso", afirmou.

Nem Marina nem os representantes da coligação Unidos pelo Brasil fizeram qualquer referência à possível substituição de Campos na chapa presidencial.

O site da campanha de Eduardo e Marina publicou uma nota de luto, que está sendo replicada em páginas do PSB e da Rede Sustentabilidade, legenda da ex-ministra.