NOTÍCIAS
06/08/2014 10:53 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Israel e Hamas seguem à risca primeiro dia de trégua em Gaza

THOMAS COEX via Getty Images
Israeli Merkava tanks roll near the border between Israel and the Gaza Strip as they return from the Hamas-controlled Palestinian coastal enclave on August 5, 2014, after Israel announced that all of its troops had withdrawn from Gaza. Israel completed the withdrawal of all troops from Gaza as a 72-hour humanitarian truce went into effect following intense global pressure to end the bloody conflict. AFP PHOTO / THOMAS COEX (Photo credit should read THOMAS COEX/AFP/Getty Images)

Os dois lados do conflito que já fez quase 1.900 vítimas na Faixa de Gaza obedeceram, pela primeira vez, o primeiro dia de cessar-fogo de três dias anunciado nesta terça (5/8), depois de quase um mês de combates.

Não houve registros de bombardeios, nem por parte do grupo islâmico Hamas, nem por parte do governo de Israel, desde o início da trégua, às 8h (2h, no horário de Brasília) desta terça. Esta é a oitava tentativa de trégua desde a intensificação dos conflitos, em 8 de julho.

Quinze minutos antes do início do cessar-fogo, Israel anunciou que havia retirado todas as suas tropas da Faixa de Gaza, dando fim à ocupação terrestre do enclave iniciada no último dia 17.

A retirada veio após a destruição da rede de túneis utilizada pelo Hamas para penetrar o território israelense e transportar armas e munição para dentro de Gaza, que sofre com o bloqueio de Israel desde 2007.

Galeria de Fotos Invasão israelense em Gaza Veja Fotos

Nesta quinta, líderes israelenses e membros dos grupos radicais Hamas e Jihad Islâmica irão se reunir no Egito, para tentar chegar a um acordo definitivo. O país, que faz fronteira com os dois territórios, media o conflito desde o início.

Enquanto isso, a Noruega organiza uma conferência com o líder da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, para reconstruir a Faixa de Gaza. Segundo o jornal israelense Haaretz, os danos causados pelos bombardeios estão estimados em U$ 8 bilhões (R$ 18,2 bilhões).

CLIMA

Antes desertas, as ruas de Gaza estão lentamente voltando à vida. Segundo relatos da AP, após a trégua, carros e carroças puxadas por burros tomaram as vias, e a população formava filas em mercados e caixas eletrônicos. Equipes de companhias elétricas trabalhavam para reestabelecer o abastecimento de energia e as linhas telefônicas.

De volta para casa, a maioria dos palestinos encontrou no chão as ruínas de tudo o que construiu e reconstruiu ao longo da vida - nos últimos sete anos, a região passou por três ofensivas militares: em 2008, em 2012 e em 2013.

Veja o momento em que uma família palestina encontra sua casa destruída, registrado pela BBC.

Um quarto dos 1,8 milhões de habitantes da região tiveram de deixar suas casas durante o conflito, que matou quase 1900 palestinos.

LEIA MAIS:

-Israel anuncia retirada de tropas da Faixa de Gaza após acordo de cessar-fogo (VÍDEO)

- Israel e palestinos aceitam trégua de 72 horas mediada por Egito

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost