NOTÍCIAS
01/08/2014 13:49 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Eleições 2014: TSE aprova registro de Dilma e outros 7 candidatos à Presidência; Aécio e Campos aguardam confirmação

Ricardo Botelho/Estadão Conteúdo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou na sessão desta sexta-feira (1º) os registros de candidatura da presidente Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República. Os processos de Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) serão discutidos em sessão posterior.

Também foram concedidos os registros de candidatura de Mauro Iasi (PCB), Pastor Everaldo (PSC), Zé Maria (PSTU), Levy Fidelix (PRTB), Eduardo Jorge (PV), Eymael (PSDC) e Rui Costa Pimenta (PCO). De acordo com os ministros, os oito candidatos cumpriram os requisitos constitucionais e legais para seguirem com a candidatura. Houve unanimidade nas votações.

Os partidos políticos e coligações tiveram até o dia 5 de julho para apresentar os pedidos de registro dos candidatos a presidente e vice-presidente da República. A documentação inclui a declaração de bens, previsão de gasto máximo da campanha, plataforma de governo, dentre outros.

De acordo com o portal de notícias G1, Fidelix, Eymael e Rui Costa Pimenta tiveram os registros questionados pela Procuradoria Geral da República por falta de documentos, como certidões criminais, mas, segundo os ministros, as irregularidades foram resolvidas.

Ainda de acordo com o portal, apesar de ter aprovado a candidatura do PV, o plenário manteve a previsão inicial de gastos de R$ 90 milhões definida durante a convenção partidária do partido. O candidato verde Eduardo Jorge havia pedido para o valor ser reduzido para R$ 15 milhões com a intenção de restringir suas doações apenas a pessoas físicas. O ministro relator do seu acaso, Henrique Neves, entendeu que deveria ser mantido a quantia determinada na convenção.