NOTÍCIAS
23/07/2014 16:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Motorista de ônibus é afastado após discriminar passageiro catador de latinhas no Rio de Janeiro (VÍDEO)

"Ele não tá errado, não. Ele está trabalhando e vai pagar a passagem. Ficou o dia inteiro catando lata na areia. É desumano o que você está fazendo, pô."

Em uníssono, passageiros de ônibus se revoltaram com a atitude do motorista da linha 474 (Jacaré-Jardim de Alah), da capital fluminense, no domingo (20).

Segundo relato no Facebook, ele desligou o veículo depois que um catador de latinhas entrou pela parte de trás do ônibus. O rapaz negro tentou pagar a passagem, mas o condutor mandou que ele descesse por estar "transportando lixo", afirmaram testemunhas.

Todos os usuários da linha se solidarizaram com o catador, que chamaram de "trabalhador" e "honesto". Muitos pediram a devolução do dinheiro da passagem, depois que o rapaz preferiu sair do ônibus para não atrapalhar a viagem dos outros cariocas.

O Sindicato das Empresas de Ônibus (Rio Ônibus) confirmou ao Brasil Post a apuração do caso e considerou um erro a postura do motorista, que é funcionário do consórcio Intersul.

Para o Rio Ônibus, a atitude "totalmente inadequada" do motorista, que também discutiu com passageiros que defendiam o catador, não seguiu as normas de conduta do transporte público, redigidas coletivamente pelos próprios motoristas de ônibus.

Por isso, a empresa afastou o funcionário, que vai passar por uma reciclagem e novo treinamento.

Entretanto, o sindicato pondera que a linha 474 é "complicada" porque liga a zona sul do Rio de Janeiro ao Jacaré, uma área perigosa onde existe uma cracolândia muito grande.

O Rio Ônibus acredita que o motorista possa ter confundido o passageiro com um usuário de crack – "o que não justificaria essa reação", acrescenta a assessoria. "O consórcio lamenta os transtornos causados aos passageiros e pede desculpas ao usuário que foi desrespeitado pelo motorista", informa nota enviada à imprensa.

LEIA MAIS:

- "Abaixa a bola, pobre!": a intolerância social de 514 anos ainda resiste na "classe dominante" do Brasil

- Racismo no Brasil: ator negro preso por engano, resposta de Glória Maria e 'cheiro de neguinha' no BBB

Galeria de Fotos Casos de discriminação no Brasil em 2014 Veja Fotos