NOTÍCIAS
16/07/2014 12:43 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

Agora o megaempresário de mídia Rupert Murdoch quer comprar a Time Warner

Getty
Rupert Murdoch, chairman and chief executive officer of News Corp., listens at the annual Milken Institute Global Conference in Beverly Hills, California, U.S., on Monday, April 29, 2013. The conference brings together hundreds of chief executive officers, senior government officials and leading figures in the global capital markets for discussions on social, political and economic challenges. Photographer: Jonathan Alcorn/Bloomberg via Getty Images

O empresário australiano naturalizado americano Rupert Murdoch, que já controla dois dos maiores grupos de comunicação e entretenimento do mundo, quer comprar a gigante Time Warner, o maior de todos.

Segundo o jornal The New York Times, a 21st Century Fox, um dos dois grandes conglomerados de mídia já pertencentes a Murdoch, fez uma oferta de US$ 80 bilhões pela Time Warner, que foi recusada.

A 21st Century Fox confirmou ter feito a proposta, mas negou estar em negociações com a Time Warner. Em outras circunstâncias, no entanto, como no caso da compra do Wall Street Journal, um dos mais tradicionais e influentes jornais de Nova York, Murdoch teve sua proposta de compra recusada inicialmente e depois o negócio acabou se concretizando.

Um sinal de que a oferta de Murdoch pela Time Warner pode vingar é a subida das ações da Time Warner na Bolsa de Nova York logo após a divulgação da notícia pelo NYT (a reportagem continua depois da imagem).

Segundo o serviço de notícias financeiras Bloomberg News, o empresário estaria disposto a pagar um valor maior do que US$ 85 por ação que a Time Warner já teria rejeitado.

A fusão da 21st Century Fox, o segundo maior conglomerado de mídia do mundo, com a Time Warner, que ocupa o primeiro lugar no ranking, resultaria em um novo grupo de mídia de enormes proporções, com amplo domínio nas áreas de notícias, esportes e entretenimento.

A 21st Century Fox já é dona de um dos seis estúdios de cinema mais poderosos dos EUA e também da Fox TV. Já a Time Warner controla a CNN, além da HBO e diversas outras empresas de entretenimento.

Caso o negócio se concretize, Murdoch provavelmente teria de vender a CNN, pois a regulamentação dos Estados Unidos impediria que o mesmo grupo de mídia tivesse controle sobre ambas as redes de televisão.

Murdoch, que também é dono do Grupo News Corp., também controla os jornais Wall Street Journal, nos EUA, e o The Times, no Reino Unido, além de diversos outros tabloides de ambos os lados do Atlântico e na Austrália.

Isso sim é que é controle da mídia.