NOTÍCIAS
08/07/2014 09:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Hamas lança foguetes contra Israel, que inicia ofensiva contra a Faixa de Gaza

AP Photo/Khalil Hamra

O Exército de Israel lançou na noite de terça-feira (07) o que pode ser uma longa ofensiva contra o Hamas na Faixa de Gaza, bombardeando quase 100 lugares de uma vez só e mobilizando tropas para uma possível invasão.

Israel disse que a operação tem como objetivo atingir o grupo islâmico Hamas e interromper os disparos de foguetes que têm sido disparados com maior frequência.

Os ataques são resultado de um aumento de tensão devido à morte de três adolescentes israelenses e o aparente assassinato de vingança de um jovem palestino por três suspeitos judeus.

Nas últimas semanas, quase 300 foguetes foram disparados contra Israel, que respondeu com dezenas de ataques aéreos, matando oito palestinos.

Leia também: Premiê israelense promete punir Hamas por morte de jovens sequestrados

Israel disse que não lançará a ofensiva se o Hamas parar de jogar foguetes, mas o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu ordenou ao Exército que esteja preparado para qualquer cenároi.

Sirenes de ataque aéreo soaram até no norte distante, nos arredores de Tel Aviv e Jerusalém. A polícia israelense disse terem sido alarmes falsos, mas os militares afirmaram que foguetes desencadearam os alertas a até 80 quilômetros de Gaza, os mais distantes na atual crise.

O porta-voz dos militares, tenente-coronel Peter Lerner, disse que, por causa dos disparos de foguete de combatentes do Hamas em Gaza, “agora os militares israelenses falam em se preparar para uma escalada”, que várias centenas de reservistas foram convocados e que estão prontos para mobilizar um total de 1.500 soldados.

(Com AP e Reuters)