NOTÍCIAS
07/07/2014 13:25 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

'São ossos do ofício', diz Dilma Rousseff sobre possibilidade de ser ofendida na entrega da taça na final da Copa

Divulgação/Palácio do Planalto

A presidente Dilma Rousseff confirmou que vai entregar a taça da Copa do Mundo, no próximo domingo (13). "Torço para que seja para o Brasil", escreveu.

Em conversa com internautas pelo Facebook nesta segunda-feira (7), ela exaltou o clima dos brasileiros durante o Mundial, alfinetou os críticos e homenageou Neymar, que ficou fora da Copa por causa de uma lesão.

A candidata à reeleição demonstrou destemor ao ser questionada sobre eventual constrangimento no encerramento da Copa. "São ossos do ofício", respondeu. Dilma foi xingada na abertura da Copa pela torcida na Arena Corinthians.

Instigada por Dilma Bolada, sua versão sambante, a presidente fez um T de "toiss", em homenagem a Neymar. O jogador costuma fazer o T quando marca gols.

Sobre o atacante, Dilma lamentou a ausência dele nos gramados na semifinal de amanhã (7) contra a Alemanha. E elogiou seu exemplo. "A dor do Neymar, ao ser atingido, feriu o coração de todos os brasileiros. O Neymar está aí, mesmo ferido, querendo jogar; é um guerreiro", escreveu.

Para ela, o gol mais bonito da competição até agora foi do David Luiz, cobrando falta contra a Colômbia, pelas quartas de final. "O gol mais bonito das demais seleções foi o do Van Persie, de cabeça, no jogo contra a Espanha", revelou, referindo-se ao atacante da Holanda.

Em clima de campanha, a petista deu alfinetadas nos adversários, que criticaram a organização da Copa no Brasil. "[A Copa está uma] Belezura mesmo. Azar dos urubus", escreveu, usando as palavras de uma internauta com quem conversava.

Dilma também celebrou o clima festivo que tomou conta do Brasil durante o Mundial. "Antes falavam que não ia ter Copa. Agora, muita gente boa quer mais Copa; tudo com gosto de quero mais."