NOTÍCIAS
07/07/2014 17:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Por motivos diferentes: os 10 jogadores que já se deram bem na Copa 2014

Clive Rose/Getty Images Sport

Graças a suas atuações na Copa 2014, o colombiano James Rodríguez (22 anos) já está na mira do Real Madrid. O Mônaco, seu clube atual, só aceita vender o craque por 80 milhões de euros. Ele é o artilheiro da Copa com seis gols e desfilou um futebol digno dos clássicos camisas 10 pelos estádios brasileiros.

Confira outros nove jogadores que também se deram muito bem na Copa 2014.

Guillermo Ochoa – na última temporada, o goleiro mexicano de 28 anos defendeu o modesto Ajaccio, da França. O clube acabou rebaixado para a 2ª divisão do futebol e Ochoa foi para a Copa sem emprego. Mas ele fechou o gol do México e certamente vai assinar contrato com um time de ponta nas próximas semanas, para azar dos torcedores do Ajaccio.

Claudio Bravo – Ele é o segundo goleiro da lista. O chileno Bravo, 31 anos, fez um bom Campeonato Espanhol pela Real Sociedad, despertando o interesse do Barcelona. Suas atuações na Copa convenceram de vez os dirigentes catalães e por cerca de 12 milhões de Euros, foi anunciado após o fim da 1ª fase como o mais novo reforço do Barça.

Júlio César – Ele era quase uma unanimidade (do ponto de vista negativo). Mas Felipão bancou Júlio César na Copa 2014. Considerado um vilão no último mundial, o goleiro que atua no futebol amador do Canadá, deu a volta por cima e graças a ele, a Seleção Canarinho está na semifinal, mantendo acesas as esperanças do hexa no Brasil.

David Luiz – Na seleção do craque Neymar e do capitão Thiago Silva, quem conquistou o coração dos brasileiros (e brasileiras) foi o zagueiro David Luiz. Com carisma e um futebol que alia técnica e raça, o camisa 4 do Brasil já encabeça a lista dos favoritos para compor a seleção da Fifa e, quem sabe, levar o prêmio de melhor jogador da Copa 2014.

Miroslav Klose – Com 36 anos, essa é certamente sua última Copa. Mas bastou dois minutos em campo para que o camisa 11 da Alemanha marcasse contra Gana (2x2), seu 15º gol em Copas do Mundo, igualando o recorde de Ronaldo Fenômeno. De quebra, o atacante mostrou que tem a confiança do técnico Joachim Löw e foi escalado como titular na partida das quartas-de-final contra a França.

Lionel Messi – ele dispensa comentários, mas sempre sofreu críticas por não jogar bem em Copas do Mundo. Em 2014, o camisa 10 quebrou o estigma de “amarelão” em Copas e, com quatro gols e belas jogadas, é o principal responsável por levar a seleção argentina de volta a uma semifinal, o que não acontecia desde 1990. E ainda viu seu principal concorrente ao título de melhor do mundo no final do ano, fracassar nesse mundial.

Benzema – ele é quase um figurante no meio dos medalhões do Real Madrid (Cristiano Ronaldo, Casillas, Bale). Com ausência de Ribery, cortado por lesão, Benzema mostrou que pode assumir também o papel de protagonista. O francês é o líder das estatísticas da Fifa até as quartas de final com 9,79 pontos. Em cinco jogos, foram três gols e duas assistências.

Arjen Robben – para muitos especialistas, ele é o principal nome da Copa até aqui. Incansável, o holandês participa de quase todas as jogadas ofensivas da seleção que tem o melhor ataque do torneio: 12 gols, sendo três de Robben. A torcida da Holanda aposta as fichas no craque para conquistar seu 1º título mundial.

Keylor Navas – com 27 anos, muitos dos aficionados por futebol nunca tinham escutado falar desse goleiro: o quarto da nossa lista de dez. Mas Navas carregou a seleção de Costa Rica, uma das sensações dessa Copa, até as quartas de final. Ele sofreu apenas dois gols em cinco jogos (exclui-se disputa de pênaltis) e garantiu a classificação contra a Grécia ao pegar a cobrança de Gekas. O jogador do modesto Levante da Espanha, com certeza, vai receber propostas de clubes maiores.

Galeria de Fotos Os casais mais gostosos da Copa 2014 Veja Fotos