NOTÍCIAS
01/07/2014 15:44 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Argentina sofre, mas vence Suíça com um gol no fim da prorrogação

Julian Finney/Getty Images Sport

A partida caminhava para os pênaltis, gerando enorme aflição na torcida argentina, que ocupava a maior parte das arquibancadas da Arena Corinthians, em São Paulo. A esperança geral do "hermanos" era que Lionel Messi pudesse, mais uma vez decidir o jogo com sua genialidade. E foi assim. Faltando três minutos para acabar a prorrogação, Messi arrancou com a bola, fintou um adversário suíço e só rolou para Di María. O craque do Real Madrid, que ainda não havia marcado na Copa, teve a frieza para bater colocado no canto direito do suíço Benaglio, definindo o jogo e colocando a equipe sul-americana nas quartas de final da Copa.

Os quase 117 minutos que antecederam o gol argentino foram carregados de sofrimento, emoção e um futebol não tão bem jogado quanto os torcedores presentes no Itaquerão esperavam. Na primeira etapa da partida, foram os suíços que criaram as melhores oportunidades. O goleiro argentino Romero, que já havia feito uma atuação brilhante contra o Irã, voltou a salvar sua seleção, com uma bela intervenção em chute de Xhaka, aos 27 minutos.

Aos poucos os argentinos foram melhorando, mas a dependência da seleção "alviceleste" com Messi, mais uma vez, ficou evidente no jogo realizado no Itaquerão: bem marcado, "La Pulga" pouco pôde fazer, levando a Argentina a ter uma atuação aquém da sua tradição. Quando consegui, com um lampejo de craque, finalizar com perigo, esbarrou no goleiro Benaglio. Ao término dos 90 minutos, o placar ficou mesmo no 0 a 0, levando a partida para a prorrogação pela quarta vez nas oitavas de final.

Vendo a possibilidade de ter que decidir a partida nos pênaltis se aproximando, os argentinos, sobretudo no segundo tempo da prorrogação, se mandaram para o ataque. Di María, aos 3', quase marcou, mas Benaglio voltou a salvar os suíços. Se não foi nesta oportunidade, o atacante teve calma para esperar o momento de voltar a finalizar - e decidir. Com um passe primoroso de Messi, teve todo o talento para vencer o arqueiro suíço, que vinha fazendo uma excelente atuação até então. Nos estertores da partida, porém, os suíços quase empataram com uma cabeçada na trave de Dzemaili. Mas a vitória seria mesmo argentina.

A próxima parada para a seleção "alviceleste", agora, é Brasília: no próximo sábado, a seleção de Messi enfrenta, no Estádio Mané Garrincha, o vencedor da partida que será realizada entre Bélgica e EUA, ainda nesta terça-feira, na Fonte Nova, em Salvador.

Photo galleryArgentina x Suíça - torcida See Gallery

Photo galleryArgentina x Suíça - melhores lances See Gallery