NOTÍCIAS
29/06/2014 20:12 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

Costa Rica x Grécia: goleiro brilha e dá classificação inédita às quartas aos costa-riquenhos

Getty Images

A seleção que foi a grande surpresa da primeira fase passou por apuros nas oitavas de final, teve a classificação ameaçada, mas sobreviveu e novamente fez história. A Costa Rica venceu a Grécia nos pênaltis, por 5 a 3, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, em partida disputada na Arena Pernambuco, em Recife, e alcançou a fase de quartas de final da Copa do Mundo pela primeira vez em sua história. O grande responsável pela classificação desta vez não foi um dos habilidosos atacantes da equipe, e sim o goleiro Navas, que fez uma defesa incrível no último minuto da prorrogação e depois defendeu uma cobrança na disputa de pênaltis.

Se a emoção foi o que prevaleceu no fim do jogo, na prorrogação e nos pênaltis, o duelo entre costa-riquenhos e gregos deixou a desejar na parte técnica na primeira etapa. A Costa Rica, que surpreendeu o mundo na primeira fase da Copa, apresentando um futebol vistoso, não conseguia furar a retranca da Grécia. Esta, por sua vez, tinha poucas opções ofensivas. Apesar disso, foi dos gregos a melhor chance do primeiro tempo, quando Salpingides por pouco não abriu o placar em um chute a queima-roupa, quase dentro da pequena área, defendido de maneira espetacular pelo goleiro Navas.

Já na segunda etapa, o gol finalmente saiu, e foi da Costa Rica. Aos 6', Brian Ruiz recebeu sozinho na entrada da área e bateu de primeira para vencer o goleiro grego Karnezis. "Los Ticos", porém, poderiam por tudo a perder com a expulsão do zagueiro Óscar Duarte aos 21'.

Com um homem a mais em campo, a Grécia se mandou ao ataque, e de tanto insistir, foi premiada com um gol aos 45', na base do abafa, com o zagueiro Sokratis. O gol premiou os torcedores com mais 30 minutos de jogo, que se era fraco no primeiro tempo, ganhou muita emoção em seus momentos finais de tempo regulamentar.

Na prorrogação, os dois time se mandaram para o ataque, atuando mais com a emoção do que com a técnica. E se não fosse o ótimo goleiro costa-riquenho Navas, considerado um dos melhores do mundo, os gregos teriam alcançado a vitória no último minuto: Mitroglou teve a chance de definir a partida, mas Navas fez milagre e levou a partida para a disputa de pênaltis. Minutos depois, o goleiro novamente brilhou ao defender a cobrança de Gekas, que possibilitou a Umaña converter o pênalti que assegurou a classificação de "Los Ticos" à próxima fase.

Na partida de quartas de final, que será disputada no próximo dia 5 de julho, na Arena Fonte Nova, a Costa Rica enfrentará a Holanda, que neste domingo venceu o México, por 2 a 1, em Fortaleza e também avançou na competição.