NOTÍCIAS
26/06/2014 10:21 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Roubos aumentam 42% na cidade de São Paulo e governo admite "ineficiência" policial

Thinkstock

Os roubos cresceram 41,87% na cidade de São Paulo, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (25) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). Foram 14,7 mil ocorrências em maio deste ano, contra 10,3 mil registradas no mesmo mês de 2013. No Estado, o aumento foi 33,6%, saindo de 21,2 mil, em maio do ano passado, para 28,3 mil no mesmo período deste ano.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, o aumento do número de roubos é um fenômeno nacional, não um problema apenas de São Paulo. “Todos os estados estão enfrentando alta de roubos”, ressaltou, ao apresentar as estatísticas de criminalidade. “Apesar das polícias estarem trabalhando e dos indicadores operacionais serem positivos, as polícias não estão conseguindo reduzir este tipo de crime”, acrescentou.

Quase metade dos roubos é feita por assaltantes a pé (46,7%), indicou o perfil do roubo, novo conjunto de dados que começou a ser divulgado nesta quarta-feira pela secretaria. Dos roubos, 24,95% foram praticados por criminosos em veículos. A SSP-SP constatou que em 45,1% dos casos as vítimas foram privadas de documentos e cartões bancários, e em 17,14% perderam aparelhos de telecomunicações, como celulares.

Grella disse que as polícias Civil e Militar estão sendo aparelhadas para combater esses crimes. “Nós estamos trabalhando em medidas estruturantes, reforçando os recursos humanos e trazendo novas tecnologias. Para que tenhamos ferramentas que permitam resultados melhores”, destacou, ao citar os concursos públicos que estão sendo feitos para aumentar o efetivo das duas corporações.

Ele lembrou ainda da implementação, neste ano, do Detecta - “uma rede de videomonitoramento, como temos nas maiores cidades do mundo, que inibe a prática de crimes e ao mesmo tempo permite a prova quando o crime acontece”.