NOTÍCIAS
26/06/2014 09:48 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Copa 2014: Alemanha tem antecedentes históricos de "jogo de compadres" em Copas

AP

Quando Alemanha e EUA entrarem em campo em Recife, nesta quinta-feira, para disputa da partida que definirá os classificados do Grupo G para as oitavas de final da Copa, uma forte suspeita se abaterá sobre as duas equipes. Explica-se: caso empatem o jogo, os dois times estarão garantidos nas oitavas de final do torneio, eliminando as seleções de Portugal e Gana. E como os antecedentes da Alemanha nesta questão de "jogo de compadres" não são lá muito favoráveis, o mundo da bola olhará com atenção para saber como os atletas se portarão em campo.

Em 1974, deu-se o primeiro caso que gerou suspeitas de os alemães (ocidentais, à época) terem entregado um jogo. Contra seus rivais orientais, foram acusados de terem perdido o jogo de propósito, para fugir de um grupo que contava com as fortes equipes do Brasil, da Argentina e da Holanda. De fato, a derrota por 1 a 0 da Alemanha Ocidental para a Alemanha Oriental, em Hamburgo, colocou a os donos da casa no grupo que contava com Iugoslávia, Suécia e Polônia, bem inferior àquele que foi disputado pelos alemães orientais. Ao vencer sua chave, os tedescos foram à final, onde venceram a Holanda e se sagraram bicampeões do mundo.

Já em 1982, ocorreu o jogo que entraria para a história das Copas como "O jogo da vergonha", ou "A vergonha de Gijón". Na partida disputada na cidade espanhola, uma vitória dos alemães sobre os austríacos por 1 a 0 , eliminaria a Argélia, que havia batida a Alemanha Ocidental por 2 a 1 na estreia das duas seleções na Copa. Depois de os alemães fazerem o gol aos 10 minutos de jogo, as duas equipes passaram a tocar a bola pro lado, sem demonstrar o menor interesse em fazer um outro gol.

A atitude dos jogadores revoltou os torcedores, que chegaram a entoar gritos de "fuera, fuera! ("fora, fora!") - argelinos mostraram notas de dinheiro para os jogadores e um torcedor alemão chegou a queimar a bandeira de seu país na arquibancada. Comentaristas que transmitiam a partida chegaram a pedir para os torcedores desligarem a televisão.

Uma nova vergonha voltará a ser protagonizada por alemães em Recife? O treinador dos EUA, Jürgen Klinsmann, um ídolo do futebol alemão garante que não. "Não acredito que possa haver um empate arranjado. Ambas as seleções querem terminar em primeiro lugar no grupo. Tenho certeza de que nós teremos uma partida muito disputada em Recife".

Joachim Löw, treinador da Alemanha, corroborou a declaração de seu compatriota. " Quem nos conhece sabe que os dois somos ambiciosos e entramos em campo para ganhar. Não existe a menor possibilidade de um conchavo. Nós temos o nosso objetivo claro de sermos os primeiros no grupo e depois conquistarmos a Copa do Mundo. Para isto não podemos olhar adversários. Temos é que jogar bem e passar por eles", afirmou.

Alemanha Ocidental 1 x 0 Áustria (Copa 1982)

Alemanha Ocidental 0 x 1 Alemanha Oriental

Galeria de Fotos "Jogos de compadre" alemães Veja Fotos