NOTÍCIAS
23/06/2014 14:54 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Holanda mostra que também sabe jogar atrás, faz dois no Chile e tenta se livrar do Brasil nas oitavas

KAI PFAFFENBACH/REUTERS

Todo mundo esperava um jogão entre Chile e Holanda. Mas a dura realidade da tabela e a estratégia dos treinadores se impôs sobre o espetáculo e o brilho dos craques em campo. O placar de dois a zero não reflete o que aconteceu hoje aqui na Arena Corinthians: um jogo travado e sem muita graça

Com os dois times virtualmente classificados, a grande questão do jogo entre Chile e Holanda era a definição do provável adversário do Brasil nas oitavas de final. O vencedor ficaria em primeiro do grupo B e, teoricamente, evitaria o Brasil no seu próximo jogo da Copa.

Coloridos e barulhentos, os torcedores holandeses foram abafados pelos adversários nas arquibancadas. A Arena Corinthians foi literalmente tomada pela torcida chilena, que performou o hino nacional a capela _eles estavam definitivamente se sentindo em casa.

No primeiro tempo o Chile fez marcação adiantada no campo da Holanda e conseguiu maior posse de bola. A Holanda se contentou em contra atacar, geralmente puxada por Robben. Mas as defesas de ambas as equipes conseguiram jogar melhor do que os atacantes e o intervalo chegou com o placar em 0 X 0.

O segundo tempo começou na mesma toada. Aos 24 do segundo tempo, a entrada de Valdívia deu ainda mais força ofensiva ao Chile. Mas quem acabou marcando foi a Holanda: depois de cruzamento de Daryl Janmaat, Leroy Fer fez de cabeça. Se a Holanda parecia satisfeita com o empate, depois do primeiro gol ela passou a jogar ainda mais atrás. O Chile se expôs e acabou levando o segundo: Robben avançou com velocidade e cruzou para Depay.

Galeria de Fotos Holanda x Chile - melhores lances Veja Fotos