NOTÍCIAS
22/06/2014 21:11 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

No último lance, Portugal empata com EUA e garante sobrevida na Copa do Mundo

Getty Images

Depois de perder para a Alemanha por 4 a 0 na estreia da Copa do Mundo, Portugal entrou em campo para enfrentar os EUA, na Arena da Amazônia, em Manaus, precisando desesperadamente de uma vitória para seguir sonhando com uma vaga nas oitavas de final. Para isso, contavam com Cristiano Ronaldo, o melhor do mundo, que embora longe de sua melhor forma física, poderia resolver o jogo em um lampejo de genialidade.

E foi assim: quando a partida estava 2 a 1 para os EUA, caminhando para a eliminação de Portugal, o astro do Real Madrid fez um cruzamento certeiro para Varela empatar em 2 a 2 e manter Portugal vivo na competição. Ainda que o melhor resultado fosse a vitória, o empate permite aos lusos continuarem sonhando com uma vaga no mata-mata. Para isso, terão que vencer bem Gana e torcer por uma vitória folgada da Alemanha contra os EUA na última rodada.

A torcida que lotou as arquibancadas da Arena da Amazônia esperava que Cristiano Ronaldo enfim brilhasse na Copa, já que na primeira rodada Portugal foi atropelado pela Alemanha e o "gajo" pouco pôde fazer para evitar o massacre dos adversários. Contra os Estados Unidos, o "melhor do mundo" novamente esteve apático no primeiro tempo da partida. O consolo para os portugueses foi que os americanos praticamente "deram" um gol, de presente, para a equipe rival, em uma falha da defesa que logo aos 5 minutos: Nani não desperdiçou e abriu o placar, ao fuzilar o bom goleiro Howard.

Quem esperava que o gol desse uma injeção de ânimo nos portugueses, no entanto, viu os EUA, aos poucos, readquirirem o controle da partida e ameaçarem com mais perigo a meta lusa, guardada pelo goleiro Beto. Cristiano Ronaldo, com os olhos de todos cravados nele, à espera de uma boa atuação, decepcionava: tentava arrancadas, passava o pé sobre a bola, colocava a mão na cintura ao perder a bola e nada mais.

De tanto insistir, os americanos chegaram ao gol no segundo tempo. Jermaine Jones fintou Nani na entrada da área e bateu forte no canto esquerdo de Beto para deixar tudo igual no marcador. A virada americana não demoraria: Dempsey, o craque do time, de barriga, aproveitou cruzamento da esquerda e fez o dele.

A eliminação de Portugal, então, era certa. Mas no tal lampejo do craque, Cristiano Ronaldo pôs a bola na cabeça de Varela, que foi às redes, para delírio da massa portuguesa. Contra Gana, CR7 terá mais uma oportunidade de brilhar e, quem sabe, fazer seu ansiado gol. Se vier com classificação, então, aí a festa será completa.