NOTÍCIAS
21/06/2014 09:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Com Dilma e Lula lado a lado, PT realiza convenção nacional do partido em Brasília neste sábado

ANDERSON STEVENS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Partido dos Trabalhadores (PT) promete realizar uma grande festa neste sábado (20) em Brasília, quando acontece a convenção nacional da sigla. O evento deve reunir milhares de militantes de todo o País, além dos 800 delegados eleitos e algumas dezenas de integrantes da classe política favoráveis à reeleição da presidente Dilma Rousseff, que será oficializada como candidata do governo.

Como um tradicional “jogo de cartas marcadas”, o PT vai ainda formalizar a aliança com o PMDB – algo decidido pelo partido aliado há alguns dias. O vice-presidente Michel Temer estará presente e será um dos quatro oradores indicados para discursar durante a convenção, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.

Além de Temer, apenas o presidente do PT Rui Falcão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a própria Dilma Rousseff devem falar durante a convenção do partido em Brasília, que está prevista para começar às 10h, no Centro de Eventos Brasil 21.

A expectativa, segundo os petistas, é que o evento seja encerrado às 14h, algo semelhante ao que ocorreu no sábado (14) passado em São Paulo, onde o PSDB realizou a sua própria convenção nacional, a qual oficializou o senador Aécio Neves (MG) como o candidato tucano nas eleições presidenciais de outubro.

Outra semelhança em ambas as convenções deverá ser o discurso de união em torno da candidatura presidencial. Se o caso do PSDB o ex-governador de São Paulo, José Serra, deixou rusgas de lado para apoiar Aécio, no PT o ex-presidente Lula deverá pedir apoio total a Dilma, na tentativa de sepultar qualquer menção vinda dos militantes favoráveis a uma candidatura do próprio Lula nessas eleições.

LEIA TAMBÉM

- Dilma sorri, mas Aécio e Campos nem tanto: Ibope divulga nova pesquisa com cenário presidencial

- Partidos trocam militantes por advogados na luta contra ‘baixaria' eleitoral nas redes sociais