NOTÍCIAS
21/06/2014 15:07 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Argentina x Irã: nos estertores da partida, Messi volta a brilhar e garante argentinos nas oitavas

Getty Images

A Argentina de Messi encarou o Irã no Mineirão, no início da tarde deste sábado, com a expectativa de goleada. Afinal, além do camisa 10, um dos maiores astros da bola dos últimos anos, a equipe "alviceleste" contava ainda, com nomes de peso no ataque, como Di María, Higuaín e Agüero. Até os 45' do segundo tempo, no entanto, o placar estampava um 0 a 0 frustrante, que arruinava bolões mundo afora e decepcionava os amantes do "jogo bonito". Messi, sempre ele, porém tratou de dar um brilho ao jogo e salvar a Argentina do tropeço: com um belo gol de fora da área, o craque fez o gol da vitória argentina, mostrando que é na hora da adversidade que os grandes craques brilham.

Para quem esperava uma Argentina arrasadora, atacando e golpeando o Irã desde os primeiros minutos de jogo, enfileirando gols em profusão na defesa persa, o primeiro tempo de jogo deixou muito a desejar. Os chamado "quarteto mágico" argentino pouco pôde fazer na retranca armada pela seleção do Irã. Nas poucas vezes em que chegaram perto da meta do goleiro Haghighi, não aproveitaram as chances, finalizando mal.

O jogo truncado do primeiro tempo, no entanto, mudou totalmente na etapa complementar. Os iranianos, cansados de apenas se defenderem, passaram a se mandar mais para o ataque. Ghoochannejhad, aos 7', Hajsafi aos 18', e Dejagah aos 22', assustaram a meta do goleiro Romero. Pelo lado argentino, Messi bem que tentava, mas, muito marcado, não rendia o que a torcida argentina, que lotava o Mineirão, esperava dele. E assim o relógio avançava, deixando o zero inalterado no placar.

Aos 40 minutos do segundo etapa, um atacante teve a chance de definir a partida, e não era um argentino. O iraniano Reza, craque do time, puxou um contra-ataque venenoso e bateu firme para fazer o gol. Sergio Romero, o goleirão argentino salvou. Não se pode perder um gol assim contra uma potência da bola. Ainda mais quando o adversário tem Messi. E ele salvou a Argentina com um golaço, com uma bomba de fora da área, sem chances para o goleiro. 1 a 0. Gol da classificação!

Na próxima rodada, no dia 25 de junho, a Argentina pega a Nigéria, em Porto Alegre, onde praticamente jogará em casa. Já classificados, os argentinos terão mais uma oportunidade de mostrar ao mundo por que Messi, "La Pulga", é um dos maiores jogadores da história. E que sabe, também, brilhar em uma Copa do Mundo.