COMPORTAMENTO
18/06/2014 15:51 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

"Pés de lotus": estas imagens expõem a realidade bárbara de uma tradição antiga

Jo Farrell

Para a maioria de nós, a ideia de usar sapatos um número menor, que seja, é insuportável – mas, durante séculos as mulheres na China enfaixavam os seus pés para que eles parecessem menores do que naturalmente eram.

2014-06-13-BoundFeet_001.jpg

O ato de amarrá-los com ataduras, que começou a ser adotado lá no século 10, servia para mostrar que aquela mulher seria uma boa esposa. É seguro dizer que, se isso fosse um indicador-chave em nossas relações, nós permaneceríamos solteiras para sempre.

O fotógrafo Jo Farrell, de Hong Kong, decidiu então fotografar algumas mulheres que se sujeitaram a esta prática dolorosa durante a juventude.

chinese feet

O “pé de lótus” foi proibido em 1911, tornando estas mulheres – todas em torno de seus 80 e 90 anos – algumas das últimas remanescentes que experimentaram essa bárbara tradição.

Jo, que chegou a lançar no Kickstarter uma campanha para arrecadar fundos a fim de fazer mais fotos, explicou por que amarrar os pés tornou-se algo tão comum.

feet 5

“Casamenteiros profissionais ou sogras achavam necessário que a noiva de seus filhos tivessem os pés atados como sinal de que seria uma boa esposa (ela seria subserviente e não se queixaria de nada)”, escreveu em sua página no Kickstarter.

“Uma tradição que começou na dinastia Song e que foi originalmente banida em 1911. Mas continuou em áreas rurais, até por volta de 1939, quando então as mulheres com pés atados tivessem as amarrações retiradas à força por decreto do governo."

feet 2

O procedimento em si era bastante brutal – as unhas eram cortadas antes de os pés serem mergulhados em água quente ou em uma mistura de ingredientes (combinação de várias ervas, castanhas e urina e sangue animal quente) a fim de amaciar o tecido envolto.

Depois, os pés eram massageados e ensopados com alume, um tipo de mineral. Em seguida, os dedos a partir do dedão eram quebrados um a um e dobrados sob a sola antes de todo o pé ser enrolado com um tecido bem apertado.

Vez ou outra, o arco dos pés também quebravam, o que permitia que eles ficassem retos como continuação das pernas.

feet 3

Ainda no Kickstarter, Jo disse: "Em todas as culturas existem formas de modificação do corpo que estimulam percepções diferentes de beleza”. Como exemplo, ele cita o Botox, os implantes mamários, tatuagens, remoção de costelas, retirada do dedinho dos pés...

“Acredito que este projeto seja de importância internacional e, por isso, deveria estar em museus e fazer parte de estudos antropológicos relacionados a tradições e culturas.”

2014-06-12-SCAN_1_24.jpg