NOTÍCIAS
14/06/2014 10:42 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Crise na Ucrânia: separatistas derrubam avião militar e matam 49 a bordo

AP Photo/Evgeniy Maloletka

Separatistas pró-Rússia derrubaram um avião militar de transporte da Ucrânia no leste do país, matando todas as 49 pessoas em serviço a bordo. Foi o maior ataque às forças ucranianas, que enfrentam uma revolta armada desde o início deste ano.

Nove tripulantes e 40 soldados estavam no avião Il-76 quando ele foi atingido no momento em que se aproximava do aeroporto de Luhansk, informou um órgão do governo. Não há informações precisas sobre o que teria derrubado o avião.

A calda do avião e outras partes da fuselagem, assim como objetos dos mortos, foram encontrados num campo perto da vila de Novohannivka, a cerca de 20 km ao sul de Luhansk. Um repórter da AP viu cerca de 12 separatistas armados vasculhando o local do acidente.

O número de mortos superou a morte de 12 militares, entre eles um general, em 29 de maio quando rebeldes derrubaram um helicóptero em outra cidade da região leste do país, onde parte da população é de origem russa e quer se separar do resto do país.

A derrubada do avião indica que os separatistas podem ter acesso a equipamento militar pesado. O governo da Ucrânia acusa a Rússia de ter permitido que três tanques de guerra atravessassem a fronteira, onde estariam sendo usados por rebeldes. A Rússia nega dar ajuda militar aos separatistas.