NOTÍCIAS
27/05/2014 21:01 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Índios disparam flechas contra PM a cavalo em protesto contra a Copa

Agência Estado

Um turista estrangeiro que desembarcou em Brasília e resolveu ver de perto a taça oficial da Copa do Mundo, exposta no Estádio Nacional nesta terça-feira, foi surpreendido com cenas de faroeste. Índios que realizavam um ato no Congresso Nacional pela demarcação de terras protegidas se juntaram a manifestantes que marchavam contra a realização da Copa e entraram em confronto com a Polícia Militar do Distrito Federal.

Durante a confusão, imagens de emissoras de televisão mostraram índios disparando flechas contra policiais a cavalo – a assessoria da PM confirmou que um policial foi atingido na perna por uma flecha.

Para proteger as instalações do estádio, a PM interditou o trânsito nas principais vias do Plano Piloto de Brasília e destacou 500 homens, incluindo a Tropa de Choque e o Batalhão da Cavalaria. Baderneiros atacaram dois carros da polícia e tentaram furar os bloqueios. A PM respondeu com bombas de efeito moral.

A ação da PM dispersou os manifestantes. Às 19h, as vias foram totalmente liberadas para o tráfego.

Segundo a PM, um índio que disparou flechas contra policiais foi apreendido – ele permanecerá retido na delegacia até que um funcionário da Funai assine um termo de responsabilidade para liberá-lo.

Brasília é o penúltimo destino da taça antes do início da Copa. O troféu segue para São Paulo, onde será a abertura do Mundial.