COMPORTAMENTO
15/05/2014 15:57 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

15 destinos turísticos para visitar antes que eles fiquem famosos

Federica Gentile via Getty Images

É fácil entender os motivos que tornam os viajantes modernos tão desanimados: nosso mundo globalizado está cheio de armadilhas para turistas, desilusões, destinos superestimados e multidões por todos os lados.

Mas e se você pudesse sair na frente e visitar um lugar antes que ele começasse a fervilhar com outros seres humanos? Marque a sua viagem para qualquer um destes pontos turísticos e, um dia, você vai dizer com orgulho: "Antigamente quando eu vinha aqui..."

José Ignacio, Uruguai

Apenas 300 pessoas vivem de verdade aqui, mas no verão, José Ignacio está entupida com celebridades latinas, como a cantora Shakira. Um novo hotel de luxo, Bahia Vik, está em processo de abertura na Primavera deste ano, e José Ignacio está se preparando para sediar uma feira de arte internacional. Porém, pelo menos por mais algum tempo você pode cruzar o cenário boêmio e desfrutar de boa comida em (relativa) paz, livre de paparazzi e qualquer forma de correria.

Koh Rong, Camboja

Visitar esta ilha cambojano é como se transportar para o papel de parede do seu computador. Apenas alguns bangalôs, muita natureza e vilas de pescadores - estradas não existem aqui. Muitos dizem que é como a Tailândia foi há 20 anos, antes dos turistas pisotearem as praias intocadas. Os barcos começaram a transportar regularmente turistas para Koh Rong há poucos anos, ou seja, ainda é possível desfrutar do ambiente com muita calmaria. Ou pelo menos até que alguém construa um aeroporto por aqui..

Sofia, Bulgária

Uma das cidades turísticas europeias mais baratas segundo um levantamento de 2014, temos certeza de que a capital da Bulgária não vai ficar em segredo por muito mais tempo. Ele é super tranquila de ser explorada, além da vibe jovem e cosmopolita, que mistura igrejas ornamentadas, mercados ao ar livre e arquitetura otomana.

Ambergris Caye, Belize

Belize está prestes a se tornar o mais novo destino disputado da América Central, e isso é inevitável. A bela Ambergris Caye será o coração do novo destino. O site TripAdvisor classificou Ambergris como um "Destino em ascensão", no ano passado, provavelmente porque os turistas estão interessados no imenso potencial de mergulho do Great Blue Hole.

Mianmar

A indústria do turismo de Mianmar está eufórica. "Apenas" 300 mil pessoas visitaram o país em 2010, mas três anos depois, esse número subiu para mais de 2 milhões de turistas. Antes que os preços subam de forma exorbitante, vá andar de barco no lago Inle, explorar uma caverna escuro, ou assistir ao o pôr do sol refletindo em Shwedagon Paya.

Roatán, Honduras

Roatán ainda não no topo das listas dos apaixonados pelas praias das ilhas do Caribe, mas isso é só porque eles ainda não ouviram falar dela. Os navios de cruzeiro só começaram a parar aqui em 2005. Implacável, mergulhadores vêm para Roatán para se encontrar com os recifes perfeitos localizados há poucos metros da costa. Você pode fazer passeios de um dia por diferentes rotas, onde você muito provavelmente será o único ser humano em um minúsculo pedaço de areia. Voos para Roatán não são incrivelmente frequente, mas eles são fáceis.

Riga, Letônia

A Letônia é o segredo mais bem guardado da Europa, mas tudo pode mudar agora que Riga foi nomeada a Capital Europeia da Cultura, em 2014. A cidade também foi classificada como um dos destinos mais baratos da Europa para mochileiros, com um custo médio de apenas 33 dólares/dia para alimentação, hospedagem, transporte e entretenimento. Apresse-se para conhecer o centro histórico, subir a torre de São Pedro e começar a fantasia na Ópera Nacional da Letônia.

Puglia, Itália

Com o foodie travel em ascensão, Puglia vai se transformar em um nome familiar. No salto da bota da Itália, a dieta mediterrânica tem uma de suas formas mais puras e deliciosos: boa parte da comida (azeite, alcachofras e salame) é de origem local, os restaurantes estão marcados pela qualidade, e você pode dormir em uma fazenda, isso sem mencionar tudo o que acontece à beira-mar?

Zâmbia e Zimbabwe

Ok, então um lugar tão bonito como Victoria Falls ainda não é tão conhecido pelos turistas. Mas o aeroporto mais próximo foi recentemente ampliada, dando a milhares de viajantes internacionais um acesso fácil a esta maravilha natural na fronteira dos dois países. Não muito longe fica o Parque Nacional Hwange, com uma "quantidade absurda de animais selvagens", incluindo uma das maiores populações de elefantes do mundo (são mais de 30 mil).

York, Inglaterra

Além de bares charmosos em estilo "old-school", cafés e casas de chá (alguns são construídas em casas do século XVI), a região de York exibe com orgulho uma das maiores catedrais góticas da Europa. Este ano, o Tour de France vai passar por lá no ponto alto do verão, inevitavelmente, transformando os ciclistas em parte da magia desta pequena cidade histórica.

Busan, Koreia do Sul

Quando eles ficam cansados de Seul, os moradores locais provavelmente vão se aventurar a Busan, onde templos majestosos tomam conta de grande parte da paisagem. Este "destino em ascensão" também possui uma impressionante museu de arte, um santuário de aves ao ar livre, e um mercado de peixe abastecido pela diversidade. Quando o Samkwang Temple fica iluminado no de aniversário de Buda, esqueça todo o resto e procure pelas luzes coloridas.

Manila, Filipinas

Alguns problemas urbanos são presentes, mas isso não significa que você deva fugir do "belo caos" de Manila. De acordo com as análises de custos, o preço médio de uma agradável refeição de três pratos em Manila é apenas 18 dólares. Não seria surpreendente se os mochileiros se cansassem da Tailândia e se voltassem para as Filipinas em um futuro próximo. Galerias de arte, rica culinária e até um curioso museu do sapato exigem a passagem do turista.

Phu Quoc, Vietnã

Esta ilha vietnamita é o destino perfeito para que mochileiros se reúnam, montem excursões de barco e visitem a paisagem, além, claro, de beber muito. Se você está procurando um lugar para para celebrar a natureza ou um ambiente mais reservado, Phu Quoc é onde você vai alugar uma moto e percorrer as estradas de terra vermelha antes de mergulhar no oceano sem aglomeração.Phu Quoc concentra todos os elementos para se tornar o próximo destino quente do Vietnã, mas ainda é em grande parte subdesenvolvido.

Kep, Camboja

Á beira de um avanço turístico (ainda há resquícios de sua formação nos anos 1920), agora Kep é um destino mais do que autêntico para que o turista possa desfrutar do ambiente com acerto. Os amantes de frutos do mar devem fazer uma viagem apenas para conhecer o mercado de caranguejo à beira-mar, onde o marisco é vendido pouco tempo depois que foi retirado do mar, e, em seguida, perfeitamente banhado em restaurantes rústicos sobre palafitas.

Salinas Grandes, Argentina

No meio do deserto, você pode até imaginar que este imenso lago seco é apenas um campo de neve, mas se observar atentamente, verá uma gigantesca construção de sal com 80 quilômetros quadrados e que brilha como um espelho gigante quando chove. Sim é difícil chegar até o cenário esbranquiçado das Salinas Grandes, mas se você pretende fugir do procurado Salar de Uyuni, na Bolívia, não há melhor opção.