COMPORTAMENTO
07/05/2014 14:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

10 conversas que vão te fazer amar ainda mais as crianças

Thinkstock

Ah, as crianças! Quando a gente menos espera, elas nos surpreendem com comentários, que são verdadeiras pérolas.

E são justamente esses diálogos maravilhoso que o blog Frases de Criança reúne de maneira colaborativa. Fomos atrás então das melhores conversas já divulgadas por lá para te provar de uma vez por todas o quão incrível os pequenos podem ser quando são espontâneos.

Arte de rua

- Pai, tá vendo aquela marca ali? - ela perguntou, com ar de contraventora, enquanto apontava para dois rabiscos feito a giz no chão da garagem.

- Tô. O que tem?

- Fui eu que fiz.

- Sério? E o que quer dizer?

- Ah, pai. É um M de Manú, nome da mamãe, e N de Nina.

- Ahn... mas, filha, então você estava pichando? - resolvi provocar.

E ela mais que depressa:

- Claro que não, pai! É grafite.

(Nina, 7 anos)

CDF

Conversando com o Pedro sobre as notas escolares:

- Então, mãe... eu tirei 8 em matemática outra vez. Isso é bom?

- É bom sim, mas pra ficar melhor tem que tirar 10, né? Faz tempo que você não recebe um 10. Estude um pouquinho mais, que você consegue. Você é inteligente!

- Sabe, mãe, eu queria que existisse a nota 12. Daí, com certeza eu conseguiria um 10.

(Pedro, 6 anos)

Vai sonhando

- Mãe, por que criança que é pequena dorme sozinha e mãe e pai, que são grandes, dormem juntos?

(Débora - 5 anos)

TOC

A vovó estava apresentando a casa da tia para a Nina:

- E esse é o quarto onde a tia guarda a bagunça, Nina.

- Ela "guarda" ou "joga"?

(Nina, 6 anos)

Amor selvagem

- Vó, amor selvagem é muito perigoso?

(João Henrique, 7 anos)

Porque a vida não está fácil

- Mãe, praia cansa a gente?

- Cansa, filho.

- Eu quero ser cansado, mãe.

(João Antonio, 4 anos)

Ainda é cedo

Gustavo, fazendo a lição de casa e respondendo algumas perguntas:

Nome: Gustavo Rodrigues

Idade: 7 anos

O que gosta de fazer: jogar video-game

Sexo: nunca fiz

(Gustavo, 7 anos)

Procedência legítima

- A mãe não falou que a gente não deve aceitar coisas de estranhos?

- Sim, Dudu.

- Mas e o leite?

- O que tem o leite?

- Você conhece essa vaca, que deu o leite?

(Eduardo, 11 anos)

Puxado

- Mãe, eu já tenho R$ 100,00 no meu cofrinho. Será que já dá pra comprar um tanque de guerra?

(Raphael, 7 anos)

Presente da vovó

- Isabel, sabe o que a vovó vai trazer para você amanhã?

E a Isabel responde, toda derretida:

- O vovô!

(Isabel, 1 ano)