NOTÍCIAS
30/04/2014 09:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

Dilma descarta 'Volta, Lula' e diz não temer protestos na Copa

DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO

O jornal Folha de S. Paulo desta quarta-feira (30) destaca declarações da presidente Dilma Rousseff durante recepção de jornalistas esportivos no Palácio da Alvorada. Em jantar na segunda-feira (28) à noite, a presidente buscou minimizar a articulação dentro do PT, partidos aliados e empresariado pela candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A colunista Joyce Pascowitch, do UOL, disse nesta semana que o próprio Lula quer ser candidato a presidente em 2014.

"Nada me separa dele [Lula] e nada o separa de mim", disse Dilma, sobre sua relação com o mentor. "Sei da lealdade dele a mim, e ele da minha lealdade a ele", enfatizou, na tentativa de descartar qualquer impacto do 'Volta, Lula'. Segundo a Folha, Dilma fez questão de dizer que, enquanto era ministra-chefe da Casa Civil do governo Lula, conviveu "todos os dias" com Lula por mais de cinco anos.

Dilma falou também sobre a crise da Petrobras, mais uma vez tirando o corpo fora. Ela disse que é injusto que a estatal seja abalada por conta do erro de "um funcionário". A compra hipervalorizada da refinaria Pasadena, no Texas, desencadeou a crise. O negócio de 2006 foi aprovado pelo conselho de administração da Petrobras, que à época era presidido pela então ministra.

A maioria das declarações de Dilma foi, claro, sobre a iminente Copa. Ela disse que os estádios podem ser aproveitados após o Mundial com seus espaços para bares, lojas e academias. Disse que as instalações dos aeroportos, que ainda passam por obras, já podem receber adequadamente os turistas durante os jogos.

Sobre os possíveis protestos, Dilma assegura que o policiamento reforçado vai prevenir atos de vandalismo. Ela afirmou que não teme que aconteçam manifestações durante a competição no Brasil.

A presidente revelou que aderiu à moda dos brasileiros de colecionar figurinhas da Copa. Ela tenta ajudar o neto Gabriel, de 3 anos, a completar o álbum.