COMPORTAMENTO
25/04/2014 17:24 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:29 -02

Entre no mundo de um relacionamento aberto com estes retratos íntimos (+18)

Orientar-se nos meandros de um relacionamento aberto pode ser uma tarefa difícil, um esforço para determinar os atores, ambientes e climas envolvidos em arranjos, às vezes, incertos. Uma artista que vive em Nova York, Keren Moscovitch, procurou explorar esse território anuviado com sua câmera, fotografando sua própria experiência pessoal como uma forma de poliamor.

open

“O projeto começou quando meu parceiro então monogâmico e eu abrimos nosso relacionamento e começamos a ter relações íntimas e sexuais com outras pessoas”, ela explicou ao HuffPost. “De repente, tudo que tinha sido incluído em segurança no pacote de nossa vida doméstica começou a se desfazer.”

Coletadas na série “Me Into You”, suas imagens mostram pedaços desconexos de encontros sexuais e abraços românticos. Em suas fotos, braços, pernas e rostos frequentemente aparecem cortados e obscurecidos, resultando num caos visual que, visto como um todo, não é muito diferente do retrato verbal que Moscovitch fez desse período. Mas um senso de assombro permeia cada quadro individual – e cada corpo --, destacando toques calmos e figuras reclinadas com pouco ou nenhum contexto.

“Nesse processo, aprendi sobre mim mesma e sobre outros”, disse Moscovitch. “Encarei o ciúme e a dor, mas também pude experimentar uma intimidade profunda, que acredito só ser possível quando estamos plenamente vulneráveis e expostos.”

“Além disso, me interessei profundamente pelos modos em que a sociedade trata a sexualidade como tabu, algo do qual não somos permitidos falar explicitamente e que precisamos tratar com cuidado”, acrescentou. “Eu quis que meu trabalho mostrasse momentos e visões do corpo que a maioria de nós vivencia em nossa vida erótica, mas que não somos autorizados a reconhecer em conversas casuais. Se todos somos seres sexuais, deveríamos poder nos conectar em torno disso.”