NOTÍCIAS
20/04/2014 18:07 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:23 -02

Corpo de Luciano do Valle é enterrado sob aplausos em Campinas

Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo

O corpo do narrador Luciano do Valle foi enterrado no fim da tarde deste domingo (20) em Campinas, no interior paulista. Sob aplausos de familiares e amigos, o jornalista foi sepultado no Cemitério Parque Flamboyant, depois de um velório movimentado na Câmara Municipal da cidade. Foi o desfecho para uma das vozes mais famosas e importantes do esporte brasileiro.

O narrador, nas últimas décadas titular das transmissões da Rede Bandeirantes, morreu neste sábado (19), aos 66 anos, após passar mal dentro do avião que o levava para Uberlândia, cidade na qual ele transmitiria a partida entre Atlético-MG e Corinthians. No velório, muitos fãs dividiram espaço com amigos e parentes de Luciano do Valle.

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, o narrador foi velado e enterrado com o uniforme utilizado durante as transmissões na Bandeirantes. A viúva dele, Flávia do Valle, demonstrou estar muito emocionada e não saiu do lado do caixão com o corpo do jornalista durante todo o tempo.

Luciano do Valle perdeu a consciência dentro do avião às 14h30 de sábado, de acordo com informações da UOL. Ele foi levado a um hospital e foram feitas várias tentativas de reanimá-lo, mas a morte foi confirmada às 16h15. A Band News FM informou que o repórter Fernando Fernandes, também da Band, comentou que o narrador reclamou de dores nas costas antes do embarques para Uberlândia, achando que tratava-se de um “mal jeito”.

A carreira

Luciano do Valle iniciou a carreira de locutor esportivo na Rádio Brasil, de Campinas (SP), em 1963. Depois, ganharia destaque na Rádio Nacional, em São Paulo, onde atuou na cobertura da conquista do tricampeonato mundial pela Seleção Brasileira, no México, em 1970. Na mesma temporada, passou a integrar a equipe da Rede Globo.

Em pouco mais de 50 anos de carreira, teve passagens destacadas pela Rede Globo (1971 a 1982), Rede Record (1982 a 1983 e 2003 a 2006) e Rede Bandeirantes (1983 a 2003 e 2006 a 2014). A carreira na televisão teve início em 1974, na Rede Globo.

O locutor se notabilizou pela cobertura de outros esportes, como a Fórmula 1, Fórmula Indy, vôlei, basquete, futebol feminino, boxe e até mesmo sinuca.

O incentivo não se limitou às coberturas esportivas. Luciano do Valle atuou como um promotor destes esportes, que não tinham muita popularidade no Brasil.

Na Fórmula 1, acompanhou a saga do bicampeonato de Emerson Fittipaldi, nos anos 80. Em 1983, promoveu a partida de vôlei entre Brasil e União Soviética, no Maracanã, que entraria para a história como o maior público de todos os tempos da modalidade, com 95.887 pagantes.

No início de 2012, teve um AVC que o obrigou a passar por sessões de fonoaudiologia. Sua última transmissão esportiva se deu no último domingo (13), quando transmitiu o título do Ituano sobre o Santos, no Pacaembu.