NOTÍCIAS
19/04/2014 17:29 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:23 -02

Morte de Luciano do Valle: apresentador morre aos 66 anos

Reprodução

O apresentador de televisão Luciano do Valle morreu neste sábado (19), aos 66 anos de idade, em Uberlândia. O narrador esportivo passou mal durante um voo entre São Paulo e a cidade mineira, onde faria a narração da partida entre Atlético-MG e Corinthians, sendo atendido ainda no aeroporto pelo Corpo de Bombeiros. Internado em um hospital particular, veio a falecer. A causa da morte ainda não foi confirmada.

De acordo com a assessoria da Infraero, Luciano do Valle estava no voo 3244 da TAM, entre Congonhas e Uberlândia, cuja aterrissagem se deu às 14h30. Ainda no avião, recebeu os primeiros socorros de um médico, que também fazia escala entre as duas cidades. Imediatamente o apresentador foi socorrido com um desfibrilador, disponibilizado pela Infraero. Bombeiros do aeroporto logo o conduziram ao hospital Santa Genoveva.

Segundo a assessoria do hospital, o narrador chegou ao local às 15h15, com parada respitatória, indo diretamente para a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Uma hora depois, às 16h15, foi registrado o óbito do narrador esportivo.

Para o médico que socorreu Luciano do Valle no avião, o apresentador esportivo sofreu uma morte súbita "que acontece menos de uma hora após começarem os sintomas". O médico afirmou ainda que "as hipóteses vão desde interdição de aorta, embolia pulmonar ou a um infarto, e isso só será definido após necrópsia. Ele não sofreu e teve o atendimento que precisava".

Ao site GloboEsporte.com, o jornalista da TV Globo Marco Aurélio Souza, que estava no mesmo voo do narrador, contou como se deu o incidente que culminou na morte de Luciano do Valle.

"Ele não se sentiu bem durante o voo. Não teve nenhum rebuliço no avião. Ele só comunicou à comissária que não se sentia bem e pediu que, quando o avião descesse, chamassem um médico. Estava na primeira fileira. Todos os passageiros saíram, mas ele permaneceu. Quando eu saía, o comandante já tinha saído da cabine e conversava com ele indicando que tinha chamado um médico. A gente ficaria no mesmo hotel. Quem me relatava as coisas era o Fernando Fernandes, da Band. O Luciano já foi muito mal para o hospital. Meia hora depois, o Fernando me ligou para dizer que ele tinha morrido de um problema do coração", relatou.

Fernando Fernandes, repórter da Bandeirantes que também estava no voo, em entrevista à emissora em que trabalha, disse: "Tínhamos o voo às 13h30m de São Paulo para Uberlândia. Ele disse que estava com dor nas costas. No meio do voo, fui lá para a frente e vi que ele não estava bem, que estava suando"

A morte de Luciano do Valle foi confirmada pela Rede Bandeirantes de Televisão, onde Luciano do Valle trabalhava desde 2006.

A carreira

Luciano do Valle iniciou a carreira de locutor esportivo na Rádio Brasil, de Campinas (SP), em 1963. Depois, ganharia destaque na Rádio Nacional, em São Paulo, onde atuou na cobertura da conquista do tricampeonato mundial pela Seleção Brasileira, no México, em 1970. Na mesma temporada, passou a integrar a equipe da Rede Globo.

Em pouco mais de 50 anos de carreira, teve passagens destacadas pela Rede Globo (1971 a 1982), Rede Record (1982 a 1983 e 2003 a 2006) e Rede Bandeirantes (1983 a 2003 e 2006 a 2014). A carreira na televisão teve início em 1974, na Rede Globo.

O locutor se notabilizou pela cobertura de outros esportes, como a Fórmula 1, Fórmula Indy, vôlei, basquete, futebol feminino, boxe e até mesmo sinuca.

O incentivo não se limitou às coberturas esportivas. Luciano do Valle atuou como um promotor destes esportes, que não tinham muita popularidade no Brasil.

Na Fórmula 1, acompanhou a saga do bicampeonato de Emerson Fittipaldi, nos anos 80. Em 1983, promoveu a partida de vôlei entre Brasil e União Soviética, no Maracanã, que entraria para a história como o maior público de todos os tempos da modalidade, com 95.887 pagantes.

No início de 2012, teve um AVC que o obrigou a passar por sessões de fonoaudiologia. Sua última transmissão esportiva se deu no último domingo (13), quando transmitiu o título do Ituano sobre o Santos, no Pacaembu.