NOTÍCIAS
08/04/2014 08:49 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:23 -02

As lições do deputado Marco Feliciano sobre homossexualidade, aborto e Marina Silva

ED FERREIRA / ESTADÃO CONTEÚDO

A edição de Playboy que chega às bancas nesta terça-feira (8) desnuda a intimidade de um dos deputados mais controversos da atual legislatura na Câmara Federal. O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) conta sobre suas origens, as batalhas da família, os vícios da adolescência e a redenção pelo contato com a igreja evangélica.

O Brasil Post reuniu algumas das lições de Feliciano, extraídas da entrevista concedida aos jornalistas Sérgio Xavier Filho e Jardel Sebba, como um aperitivo para o leitor entender as convicções do ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. Delicie-se:

Maioria esmagadora dos gays foi estuprada

"Noventa por cento dos psicólogos afirmam: 80%, 85% dos casos de humossexualidade são decorrentes de abuso sexual na infância. Dez por centro, de problemas de relacionamento. Não sou eu quem está dizendo. É a psicologia. Quando você conversa com eles [gays], e eles têm coragem, vão dizer: eu fui abusado sexualmente."

Aceitar gays pode estimular pedofilia e zoofilia

"Quando você protege um homem que gosta de sexo com homem, dizendo 'tudo bem, você pode desejar isso', o pedófilo também diz: 'Mas se ele só sente desejo de sexo com homem, eu sinto só por criança'. 'Eu sinto prazer com uma vaca!' São tendências. Uma vez que você abre uma oportunidade para cá, abre um leque para todas as outras."

Homofobia é uma falácia

"[Crimes de homofobia] não são mentiras, mas são exagerados. Num país com 50 mil assassinatos por ano, 2012 teve 270 crimes tidos como de homofobia. Desses, apurados um a um, 70% foram crimes passionais. Crimes cometidos pelo parceiro homossexual. E o restante, crimes tidos como homofóbicos porque morreu um homossexual, mas que não foram elucidados..."

Marina Silva é uma farsa

"A Marina Silva, que é evangélica entre aspas para mim, disse que eu era incompetente, que eu não merecia estar na comissão [de direitos humanos]... A Marina é um engodo. A Marina, com aquele jeitinho de cristã, a roupa de crente, coquezinho na cabeça, ela foi muito inteligente… Mas você assistiu à ultima entrevista dela? 'Marina, você é creacionista? 'Não, não sou creacionista. Mas creio que Deus criou o mundo e criou Charles Darwin para dar sua contribuição…"

Mulher estuprada deve dar à luz fruto do abuso

"Sinto por quem foi estuprada, é um crime hediondo, nojento, mas é tudo fruto da sociedade em que vivemos… A vida deve estar protegida desde a sua concepção. Está no artigo quinto da Constituição. Se foi concebida da maneira errada, sinto muito. O estuprador precisa ser punido, mas a criança não tem culpa."

A entrevista na íntegra pode ser lida na edição digital da Playboy, que pode ser adquirida pelo iba.

LEIA TAMBÉM:

- Marco Feliciano comprova que analfabetismo é pior problema do País em um tweet

- Marco Feliciano ataca vacina contra HPV para meninas