NOTÍCIAS
27/03/2014 19:57 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:16 -02

Mensalão tucano: ironia e sarcasmo tomam conta do Twitter após decisão do STF

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em mandar para a Justiça mineira o processo envolvendo o ex-deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) no mensalão tucano não caiu bem nas redes sociais. No Twitter, ironia e sarcasmo deram o tom após a decisão, oficializada na tarde desta quinta-feira (27) pelo Supremo.

A grande maioria criticou a decisão, por entender que há “dois pesos e duas medidas”, se comparado ao mensalão petista, que levou à condenação de símbolos históricos do PT, como José Dirceu e José Genoíno.

Em meio às críticas, porém, houve também quem visse razão na decisão dos ministros do STF, que alegaram não haver jurisprudência anterior para manter o processo na Corte, quando o caminho natural seria remetê-lo à primeira instância, já que, ao renunciar, Azeredo perdeu o seu foro privilegiado. A maioria dos ministros não viu a ação de Azeredo como uma “manobra jurídica”.

A exceção entre os ministros do Supremo foi o presidente Joaquim Barbosa. Mas nem ele escapou das críticas no Twitter, tanto as boas quanto as ruins.

Não há prazos definidos para o julgamento do caso de Azeredo pela Justiça de Minas Gerais. O que já se sabe é que, com base nas quatro instâncias da Justiça brasileira, o caso tende a ir longe até uma decisão final, e sem possibilidade de recursos.