NOTÍCIAS
27/03/2014 08:05 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:16 -02

Guido Mantega completa oito anos como ministro da Fazenda e é o mais longevo titular da pasta

ASSOCIATED PRESS
Brazil's Finance Minister Guido Mantega, speaks during a press conference in Brasilia, Brazil, Thursday, Aug. 29, 2011. (AP Photo/Eraldo Peres)

Guido Mantega conseguiu: o ministro completa nesta quinta-feira (27) oito anos no comando do Ministério da Fazenda sem ter sofrido fortes ameaças de deixar o cargo. Ele é o ministro da Fazenda mais longevo do período democrático, superando o ex-ministro Pedro Malan, titular nos dois mandatos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Garantido no posto desde o governo Lula, sua gestão foi marcada, até o momento, pelo sucesso do PIB e pela instabilidade que se seguiu, com vários 'PIBinhos', até o rebaixamento da nota de crédito do país, na última segunda-feira (24).

No PT desde 1984, Mantega passou pelo Ministério do Desenvolvimento e pela presidência do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) antes de chegar ao cargo que ocupa. As conquistas do ministro, marcadas principalmente pelo crescimento do PIB em 2010, o fortalecimento do mercado interno e o aumento do salário mínimo, não impediram que ele recebesse duras críticas pelo desempenho discrepante entre o período com Lula e os últimos anos com Dilma.

"O que permite avaliar um ministro da Fazenda são os resultados. O desempenho de Mantega no governo Lula foi um desempenho regular. Agora, o desempenho dele no governo Dilma foi um desempenho desastroso. Foi muito abaixo do esperado" explica José Matias-Pereira, economista, professor da Universidade de Brasília.

"Uma grande marca da gestão de Mantega é aquilo que nós chamamos de maquiagem das contas públicas, conhecido também como 'contabilidade criativa'. A partir do modelo de política econômica adotado, se buscou fazer ajustes nas contas públicas que foram um verdadeiro desastre", continua Matias-Pereira. "Essa forma de gestão foi a grande responsável pelo crescente descrédito da figura do ministro e da imagem do país lá fora. Todas estas reportagens que foram feitas por veículos estrangeiros eram sinais de que o governo estava tomando um caminho inadequado."

Repercussão internacional e a 'marolinha de Lula'

As reportagens citadas por Matias-Pereira foram publicadas pela revista The Economist. Em 2009, a revista apontava para um cenário de crescimento com uma capa bastante positiva a respeito do desempenho econômico do Brasil na era Lula. A reportagem publicada em 2013, após a desaceleração no crescimento da economia, indicava um cenário menos otimista: "O Brasil estragou tudo?", questionou a revista. Recentemente foi a vez da BusinessWeek relatar o aborrecimento de Mantega com a avaliação negativa que o Brasil recebeu de uma consultoria estrangeira.

"O desempenho do período Mantega não é puramente técnico, ele é dinâmico como é a economia", explica Samy Dana, professor da Fundação Getúlio Vargas e PhD em Negócios. "De 2002 a 2012, o Brasil teve um crescimento enorme do crédito. Esse crédito foi determinante para o crescimento do país inclusive para o período da crise de 2008, quando Lula citou que aqui no Brasil a crise não passaria de uma 'marolinha'".

"Agora, de 2009 pra cá, o Brasil vem persistindo na mesma fórmula, que é incentivar a demanda" continua Dana. "A demanda, de fato, existe. O problema é que nós não mexemos na oferta. Não estamos produzindo de forma decente, há ainda problemas de infraestrutura e impostos muito altos, e temos sérios problemas de logística, o que nos torna um país muito caro para se produzir."

Com esse cenário atual, seria possível prever a substituição de Mantega na Fazenda? Samy Dana acredita que não. "Difícil. Independente de quem ganhe as eleições em outubro, estas atitudes não possuem efeito imediato. Não é a primeira crise e Dilma não foi meritocrática com o Ministério da Fazenda nas outras situações."

Dessa forma, Guida Mantega deve continuar até o final do governo Dilma sem muitos abalos – foram oito anos que não devem ser esquecidos a poucos meses da eleição.

Veja abaixo um apanhado dos oito anos de Mantega no Ministério da Fazenda

Galeria de Fotos Oito anos de Guido Mantega no Ministério da Fazenda Veja Fotos