NOTÍCIAS
18/03/2014 10:53 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:13 -02

Dilma lamenta tragédia de Claudia, morta após ser baleada e arrastada por viatura da PM no Rio

Alessandro Costa/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

A presidente Dilma Rousseff reagiu à tragédia de Claudia, baleada, arrastada e morta no Rio de Janeiro. Pelo Twitter, prestou solidariedade aos familiares da auxiliar de serviços gerais Claudia da Silva Ferreira. E destacou a rotina dela como trabalhadora: "acordava de madrugada para trabalhar em um hospital, no Rio".

Claudia foi baleada enquanto ia comprar pão para a família. A PM levou-a, ferida, para o hospital. O porta-malas da viatura abriu, e Claudia ficou pendurada pela roupa no para-choque. Foi arrastada por 250 metros. O vídeo da viatura da PM arrastando Claudia da Silva Ferreira foi revelado pelo jornal Extra.

Três policiais militares foram presos, como medida disciplinar, na segunda-feira (17). O jornal O Globo informa que dois deles, os subtenentes Adir Serrano Machado e Rodney Miguel Arcanjo, já responderam a inquéritos por homicídio. Eles estavam à frente da patrulha envolvida no incidente com Claudia. Além dos oficiais, o sargento Alex Sandro da Silva estava na viatura.