NOTÍCIAS
16/03/2014 16:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:13 -02

Maioria na Crimeia vota a favor de anexação à Rússia

ASSOCIATED PRESS
Referendum officials empty ballot boxes to begin counting votes at a polling station in Simferopol, Ukraine, Sunday, March 16, 2014. Polls have closed in Crimea's contentious referendum on seceding from Ukraine and seeking annexation by Russia. The vote, unrecognized both by the Ukrainian government and the West, was held Sunday as Russian flags fluttered in the breeze and retirees grew weepy at the thought of reuniting with Russia. (AP Photo/Vadim Ghirda)

Pesquisas de boca de urna dizem que 93% dos eleitores votaram a favor da anexação da Crimeia à Rússia, informa a imprensa russa. As autoridades da Crimeia disseram que o comparecimento as urnas foi alto e podia-se ouvir música da era soviética em alguns dos locais de votação.

Os Estados Unidos continuam criticando a votação, mesmo antes do resultado oficial, que deve ser conhecido amanhã. A Casa Branca disse neste domingo que o referendo para unificação da região à Rússia contradiz a constituição da Ucrânia e que não reconhecerá o resultado do referendo. O referendo ocorrem em meio a "ameaça de violência e intimidação do exército russo, o que viola a lei internacional", diz a Casa Branca.

O presidente da Comissão Europeia - braço executivo da União Europeia - José Manuel Durão Barroso, e o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, divulgaram neste domingo um comunicado no qual afirmam que o referendo sobre a anexação da Crimeia à Rússia é ilegal e não terá seu resultado reconhecido pelo bloco. Fonte: Dow Jones e Associated Press