NOTÍCIAS
27/02/2014 19:16 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:13 -02

A revolução da maconha já começou

Vivemos um momento histórico na discussão sobre a maconha. Discute-se os usos medicinais da erva, a legalização, a corporativização, o tráfico, os danos e a plantação da cannabis, tudo-junto-ao-mesmo-tempo, e em diferentes níveis.

Agora, finalmente, o maior foco da discussão é na esfera política. Em dezembro do ano passado, o Uruguai legalizou a produção e venda da maconha no país. Nos Estados Unidos, principal defensor das políticas de drogas focadas na repressão, dois estados reverteram a proibição da maconha com base em iniciativas populares - e a marcha pró-fumo só avança. Por aqui, o Senado brasileiro vai discutir uma proposta de legalização da maconha após uma iniciativa popular.

No calor da discussão, a revista Superinteressante lançou uma edição especial sobre "A Revolução da Maconha", disponível nas bancas a partir desta quinta-feira e também na Loja Abril.

A edição especial da revista oferece uma diversidade de olhares sobre a maconha, desde os seus efeitos sobre a saúde até as consequências econômicas e comportamentais que estão em curso. E a revolução não parece ter volta.

Em parceira com a revista Superinteressante, o Brasil Post também publicou nesta quinta-feira duas reportagens do Huffington Post sobre a legalização da maconha nos Estados Unidos. Embarque nessa viagem e se aprofunde na discussão.

5 perguntas que você deve fazer sobre a legalização da maconha (mesmo que seja a favor)

O futuro da maconha legal nos EUA é promissor. Veja como será o processo