COMPORTAMENTO
20/02/2014 11:01 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02

Bumbum das brasileiras vira obsessão entre as americanas

ARIEL SUBIRÁ/CONTEÚDO ESTADÃO

Não é de hoje que alguns “padrões” de beleza brasileiros viram moda entre as americanas. Há anos a “Brazilian bikini wax” (depilação à brasileira) foi “importada” por elas e ganhou fama no mundo inteiro. A nossa famosa escova progressiva, batizada de “Brazilian blowout”, também faz, há tempos, a cabeça das mulheres que vivem nos Estados Unidos. Até Jennifer Aniston submeteu os seus fios à técnica, mas, infelizmente, não obteve muito sucesso. Agora é o nosso derriére que parece ter caído no gosto delas.

De novembro a janeiro, cerca de 318.000 nova iorquinas procuraram o RealSelf site atrás de informações sobre o “Brazilian butt lifts” (bumbum brasileiro empinado), de acordo com o New York Post. Em seguida, aparece Los Angeles com 138.227 buscas, seguida de Miami (108.341) e Atlanta (98.993).

O interesse gira em torno da cirurgia, que injeta gordura da região do abdômen ou parte inferior das costas nas nádegas. “Fitness virou moda. Ter curvas é o novo sexy”, disse à publicação uma paciente, que se submeteu recentemente ao procedimento.

Segundo o Dr. David Shafer, cirurgião especializado na técnica que atende de seis a oito mulheres por semana interessadas em ter o bumbum das brasileiras, “elas não querem mais o visual anoréxico das modelos que aparecem nas revistas”. Mas, para conquistá-lo, é preciso desembolsar de 8.000 a 12.000 dólares. E muitas chegam a associar o procedimento à lipoaspiração, já que a gordura é reaproveitada.