NOTÍCIAS
04/02/2014 14:46 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

PSDB pede apuração de doações a condenados do mensalão

Audiência pública da CDHM sobre o 3º Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3), com o ministro Paulo Vannuchi - 20/04/2010 (Fotos: Rogério Tomaz Jr./CDHM)
Comissão de Direitos Humanos e Minorias/Flickr
Audiência pública da CDHM sobre o 3º Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3), com o ministro Paulo Vannuchi - 20/04/2010 (Fotos: Rogério Tomaz Jr./CDHM)

A bancada do PSDB na Câmara dos Deputados protocolou, nesta terça-feira, 4, na Procuradoria-Geral da República, pedido de apuração dos supostos crimes de apologia a crime ou a criminoso e lavagem de dinheiro no processo de arrecadação de doações para petistas condenados no esquema do mensalão. Os tucanos questionam ato de desagravo realizado no 5º Congresso do PT, em dezembro passado, e o volume de recursos encaminhado ao ex-deputado José Genoino e ao ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.

Na representação, o atual líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), que nesta tarde passa a função ao deputado da Bahia Antônio Imbassahy, questiona não só o volume de recursos doado aos petistas como o curto tempo em que a soma foi conseguida.

Com o apoio de familiares, amigos, apoiadores e militantes petistas, José Genoino arrecadou mais de R$ 700 mil em doações por meio de um site criado exclusivamente para a "vaquinha eletrônica". Com o recurso, obtido em aproximadamente 10 dias, o petista conseguiu pagar multa de R$ 667,5 mil, decorrente da condenação no processo do mensalão. Delúbio Soares usou a mesma estratégia e conseguiu arrecadar R$ 1 milhão. A multa imposta pelo Supremo Tribunal Federal a Delúbio foi de R$ 466,8 mil.

Segundo informações da Folha de São Paulo, os tucanos entraram também, nessa terça-feira, com uma ação de quebra de decoro contra o petista André Vargas.