NOTÍCIAS
28/01/2014 16:54 -02 | Atualizado 26/01/2017 20:50 -02

Marta Suplicy anuncia concurso artístico e digital e diz que "game é cultura"

Brazilian Culture Minister Marta Suplicy delivers a speech during the technological event Campus Party Brazil, in Anhembi, northern Sao Paulo, Brazil, on January 27, 2014. About 160,000 visitors are expected to attend the event that runs from January 27 to February 2.  AFP PHOTO / Miguel SCHINCARIOL        (Photo credit should read Miguel Schincariol/AFP/Getty Images)
AFP via Getty Images
Brazilian Culture Minister Marta Suplicy delivers a speech during the technological event Campus Party Brazil, in Anhembi, northern Sao Paulo, Brazil, on January 27, 2014. About 160,000 visitors are expected to attend the event that runs from January 27 to February 2. AFP PHOTO / Miguel SCHINCARIOL (Photo credit should read Miguel Schincariol/AFP/Getty Images)

Marta Suplicy, ministra da Cultura e senadora por São Paulo, afirmou durante o evento de abertura da Campus Party 2014, na capital paulista, que jogos digitais são parte da cultura do país. “Game é cultura”, disse a ministra.

Contudo, Marta não comentou sobre o fato de que o Vale-Cultura, iniciativa liderada por ela que oferece 50 reais por mês para compra de ingressos para teatro e cinema, não poder ser usado na compra de jogos. Em agosto deste ano, ela afirmou ao jornal Folha de S. Paulo que os jogos não eram prioridade do benefício.

O mediador da palestra de abertura, o humorista Rodrigo Fernandes, conhecido pelo site Jacaré Banguela, brincou pedindo que a ministra ajude a diminuir o preço do PlayStation 4 (o console custa 4 mil reais no Brasil). Ela declarou que uma redução de custo no mercado de games já começou, inicialmente pelos títulos, não pelos videogames. “Também vi esses preços aumentarem no final do ano”, disse Fernandes.

Empreendedorismo – A ministra da Cultura aproveitou seu discurso de abertura na Campus Party 2014 para anunciar o lançamento de um edital para selecionar empreendedores criativos que participarão do 1˚ Mercado das Industrias Culturais do Mercosul (Micsul). A iniciativa foi criada pelo Ministério da Cultura em parceria com o Sebrae.

"O objetivo é estimular o trabalho de jovens empreendedores criativos, promover a divulgação da cultura brasileira no exterior e gerar um intercâmbio cultural desses projetos", declarou.

Pessoas físicas, jurídicas e ONGs podem se inscrever no projeto entre os dias 27 de janeiro e 12 de março. Poderão participar iniciativas de jogos digitais, aplicativos, música, audiovisual, artes cênicas, design, moda e literatura. Os 52 selecionados pela organização do projeto receberão auxílio para participar do evento, como inscrição, hospedagem e ajuda de custo de 1.500 dólares.

Marta se mostrou entusiasta da cultura digital e chegou a comparar a importância do momento histórico em que vivemos atualmente com os avanços trazidos por Leonardo DaVinci durante o período do Renascimento.