OPINIÃO

O que as crianças nos ensinam sobre as diferenças

24/08/2015 18:02 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Simples assim? Mais ou menos... Naturalmente, as crianças podem enxergar as coisas como elas são e não com as interpretações carregadas de valores, que podem significar preconceitos e discriminações. É isso que vemos nas situações que selecionamos.

Toda criança pode aprender. E aprende de tudo... para o bem e para o mal. Já falamos muito sobre isso aqui. Mas, é interessante também reconhecer como as crianças explicitam suas aprendizagens quando podem lidar naturalmente com sentimentos, percepções e emoções genuínas.

2015-08-07-1438970598-9331366-CapturadeTela20150807s15.02.24.png

Imagem: Force of Nature

O depoimento de Caroline White, mãe de Seb, 7 anos, mostra como os pequenos enxergam a criança que é seu filho e não a Síndrome de Down que ele tem. O que ela relata confirma que as crianças entendem as dificuldades e diferenças como sendo dificuldades e diferenças que todos podem ter em medidas diferentes, mas que isso não se revela como um rótulo que estigmatizam e definem para todo o restante de suas competências.

Isso não significa negar o que os distinguem, mas sim permitir que os contatos iniciais com o outro sejam os mesmos como em qualquer relação e dessa maneira todo o potencial seja realmente percebido e considerado.

No depoimento de Caroline é possível compreender ainda melhor o que ela indica sobre a posição das crianças:

Queria que, quando fui informada do diagnóstico do Seb, pudesse ter visto o mundo pelos olhos de uma criança. Essa notícia teria provocado em mim bem menos impacto, ou até mesmo não me afetado de forma alguma. (...)

Cresci numa época em que crianças (e adultos) com uma deficiência de aprendizado raramente eram vistos. Não me lembro de ter tido a oportunidade de falar ou conhecer nenhuma pessoa com uma deficiência durante minha infância. Crianças com dificuldades de aprendizado, e deficiências em geral, não eram vistas na escola ou no baile, na lanchonete ou no campo de futebol e no cinema. De fato, 'deficientes' ficavam segregados em sua própria comunidade. Isso significava que eu nunca tive a chance de ver além do rótulo que era dado a elas.

Nessa mesma linha podemos comparar como reagem adultos e crianças ao serem convidados a imitar caretas de diferentes pessoas, inclusive de uma criança com deficiência. São incríveis as reações. Vale a pena conferir este vídeo que se chama Os olhos das crianças:

E, para finalizar, a sugestão de um filme ganhador de vários prêmios: Colegas.

É um filme maravilhoso sobre a aventura de três jovens em busca de seus sonhos, cada um com sua história... como todo adolescente.

Crianças em casamentos